Passeios e Viagens

Viagem de avião com crianças: conheça as regras

 

Viajar é uma delícia, viajar com as crianças então, é uma viagem dentro da viagem! Aqui em casa, desde bebês, Pedro e Cacá sempre estiveram conosco nas nossas viagens. Cacá, estreou sua primeira viagem de avião quando tinha apenas 45 dias de vida, e encarou temperaturas abaixo de zero!

Se tem uma coisa que eu sempre digo para as pessoas que me perguntam se “dá pra viajar” com bebês ou crianças pequenas para tal e tal lugar é: se existem crianças onde você quer ir, então crianças podem ir! Simples assim, e eu aprendi com o meu pediatra quando perguntei o que ele achava sobre viajar com a Cacá tão pequena! ;)

Outra grande dúvida das mães é a respeito das reservas e custos de viagens, todo mundo sempre imagina que, agora que você não está mais “de casal”, será quase impossível viajar já que, o custo da viagem vai aumentar muito…

Bom, isso é verdade e não é, bebês e crianças de até 12 anos, têm tarifas diferenciadas tanto para voos como para hotéis, na verdade, talvez o seu custo aumente no quesito quantidade de coisas que você vai precisar levar ou, na qualidade da hospedagem, já que você vai preferir hotéis mais acessíveis e com maior infra-estrutura para crianças.

Se você está criando coragem para viajar com o bebê ou, se você está grávida e achando que nunca mais poderá fazer aqueeela viagem dos sonhos, conheça as regras e dicas para uma viagem de avião com crianças!

Na hora de comprar a passagem:

  • bebês de 0 a 2 anos (lembre-se: bebê menores de 7 dias de vida, não podem embarcar!), na maioria das companhias, não pagam tarifa! Eles devem viajar no colo dos pais e pagam zero ou, têm até 90% de desconto.
  • crianças de 25 meses a 12 anos, também pagam tarifas diferenciadas. Cada companhia aérea institui o valor do desconto mas, a prática comum é de no mínimo 33% de desconto.
  • Quando for escolher o assento, fique sabendo que crianças não podem sentar-se nas poltronas em cima da asa, no início ou final da aeronave e nem nas saídas de emergência. Algumas companhias vendem os assentos na primeira fileira com preferência para mães com crianças de colo. Estes assentos, oferecem maior espaço para as pernas e para as coisas que o bebê pode precisar durante o voo, algumas aeronaves também podem dispor de bercinhos que são acoplados na parede da aeronave, na primeira fileira. Verifique com a sua companhia o que ela oferece para a sua viagem.
  • Se você prefere comprar um assento ao seu lado para o bebê, e assim garantir mais espaço e conforto, converse com a cia aérea para verificar se há esta possibilidade. Às vezes, você pode conseguir o assento com desconto!
  • Se a viagem de vocês for longa, prefira voos noturnos, em que o bebê ou criança passará a maior parte do tempo dormindo, se houver escalas, prefira as noturnas também assim, ele poderá descansar entre os voos sem tanta ansiedade e agitação.

Preparando a viagem:

  • Se esta será a primeira vez do seu pequeno no avião, e ele já entender o que isto significa, é válido conversar com ele antes sobre como será a viagem, como serão os procedimentos de embarque (check in, raio X, fila de embarque, cinto no avião etc.), sobre como o avião decola, pousa, por que os passageiros devem permanecer sentados, o que ele pode e não pode fazer no avião, etc.
  • Ter entretenimento a bordo é sempre bacana para que a viagem não seja tão exaustiva para eles, já falei AQUI sobre idéias de brinquedos e brincadeiras para fazer no avião.
  • Não esqueça de levar na sua bagagem de mão: uma mantinha ou cobertor para fugir do ar condicionado, meias quentinhas, a mamadeira ou o objeto de conforto do seu bebê ou criança, medicamentos (se ele estiver tomando e, neste caso, não esqueça de levar a receita médica junto para evitar problemas), fraldas, lenços umedecidos e 1 troca de roupa.

Na hora de embarcar:

  • Famílias com bebês, crianças e idosos, têm preferencial na fila de embarque. O pessoal costuma respeitar esta regra de gentileza!
  • Você pode embarcar com seu carrinho de bebê porém, ele deve estar dentro do peso permitido para a bagagem de mão! O bebê, que viaja no colo, tem direito a até 10kg de bagagem para despachar e + 10Kg de bagagem de mão! Na hora do check in, avise ao atendente que você deseja embarcar com o carrinho do bebê, ele será pesado e etiquetado. Na hora de entrar no avião, os comissários normalmente, guardam o carrinho pra você lá na cabine deles e devolvem, assim que o avião pousar.
  • Para voos nacionais, bebês e crianças podem voar, sem necessidade de autorização judicial, com parentes de até terceiro grau, comprovados pelos documentos.
  • São documentos aceitos: certidão de nascimento (original ou cópia autenticada), RG e passaporte, em bom estado e dentro da validade.
  • Para voos internacionais, menores acompanhados por apenas 1 dos pais ou, qualquer outro parente, só voam com autorização judicial. Você consegue esta autorização no juizado de menores ou, se você vai tirar o passaporte da criança agora, já tem a opção de deixar autorizada a viagem com apenas 1 dos pais, no próprio documento.
  • Apesar de agora ser mãe e ter uma bagagem muito maior para carregar, a sua bagagem de mão continua dentro das regras, no máximo 10kg! Vale lembrar também, o que pode e o que não pode embarcar: nem pense em levar na bolsa talheres pontiagudos, como facas e afins, mesmo que de plástico; papinhas e leite nas mamadeiras estão liberados desde que, em quantidade razoável para a alimentação a bordo. Se você pretende levar uma lata de leite em pó, por exemplo, despache-a junto com a sua bagagem!

Alimentação a bordo:

  • A maioria das cias aéreas possuem cardápio kids (dependendo do voo que você vai pegar), você pode solicitar a alimentação diferenciada na hora da reserva.
  • Você pode levar a papinha do bebê em potinhos pronto para consumo e solicitar que os comissários aqueçam para você, no microondas. O mesmo vale para mamadeiras!

Alguns truques e dicas:

  • Para evitar dores nos ouvidos, na hora da decolagem e pouso, ofereça algum líquido para o bebê ou criança, se você amamenta, esta pode ser uma boa hora!
  • Se você é adepta, viajar com o bebê no wrap sling é garantia de conforto para mãe e bebê e ainda, você fica com as mãos livres para carregar o que precisar!
  • Algumas cias aéreas como a TAM, KLM e Air France, têm programas bacanas para entreter a criançada que vão, desde o “comandante mirim”, quem a criança é convidada a conhecer a cabine do piloto e é anunciada no auto falante como comandante mirim, até kits especiais para eles com guloseimas, brinquedos, joguinhos, livros de colorir, travesseirinhos e afins. Verifique antes de comprar a passagem, qual a cia que irá receber melhor a sua família, isto também conta!
  • O bebê está chorando, e agora? Bom, eu sei que, ninguém gosta de ouvir um bebê aos berros dentro do avião, a Cacá era a bebê mais chorona do mundo, até acostumar, e o que eu fazia para que ela não chorasse? Não há como evitar que o bebê ou criança chore, o que podemos fazer é confortá-los, tentar acalmar mas, chorar é a maneira como eles demonstram tudo o que não sabem dizer então, por mais que pareça que todo o avião está olhando feio para você, respira fundo e pensa só no bem estar do seu bebê! Quem não gosta de barulho, compre um jato particular! ;)

A Gol fez um infográfico bacana que dá uma resumida em tudo o que eu disse aqui, sobre as regras, olha só:

avião com crianças

Caso você tenha algum problema com voo cancelado, voo atrasado ou overbookimg, uma dica é entrar em contato com o pessoal do NãoVoei.com, um de nossos parceiros. Eles te ajudam a correr atrás dos seus direitos em caso de algum problema com sua viagem.

Viajar com crianças é sempre uma delícia! Sim, tem seus “pormenores”, são precisos alguns cuidados extras mas, vai por mim, sempre vale a pena! Quem tem uma dica infalível ou uma dúvida? Me conta!

 

Bjs ;)

 

7 comentários

  1. Muito bom o Post!
    Mas vale corrigir que aeronaves não possuem microondas!
    O Forno que, algumas, possuem é por convecção.
    Não dá pra colocar uma mamadeira nele, pelos mesmos motivos que não colocamos no forno doméstico.

  2. Gostaria de uma opinião/recomendação de voces a respeito de uma situação do qual me deparei.
    Tenho um voo para Hong Kong com conexão em NY daqui a 15 dias pela United. Cheguei a ligar para eles para saber sobre o procedimento de levar o leite em pó a bordo para fazer a mamadeira da minha filha de 1 ano e meio e a moça me respondeu que não é permitido a subida a bordo com o leite em pó pelo fato de ser confundido com cocaina. Isso é verdade?
    Grato
    Paulo

    1. Olá, Paulo! Tudo bom?
      Acredito que possa ser verdade sim, afinal eles costumam ser bem criteriosos em voos internacionais. No entanto, vale a pena avisar a companhia aérea do seu voo. Se avisado com 48h de antecedência eles podem fornecer infraestrutura e alimentação adequada para a sua bebê.

      Boa sorte!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *