Quartos Infantis

Prateleiras para quarto: como economizar no quarto do seu filho

Na hora de pensar a decoração do quarto do filho, qual mãe não fica sonhando acordada e navegando por sites e fotos lindíssimas com ideias extremamente elaboradas e mirabolantes? Mas, se a intenção é dar aquela economizada, é melhor deixar de lado aquelas pastas surreais do Pinterest e se focar em opções mais práticas, como as prateleiras para os quartos.

Elas são ótimas escolhas porque permitem organizar vários itens, além de serem abertas (diferente dos armários), dando uma sensação de amplitude maior – o que é super bem-vindo no caso de quartos pequenos, como de apartamentos.

Aqui em casa, nós usamos bastante as prateleiras e nichos e como elas estão em alta, resolvi montar este post bem bacana dando todas as dicas para você deixar o quarto do seu filho com uma decoração interessante, sem ficar com o bolso vazio (e nem descabelada de preocupação)!

Planeje antes

Se a ideia é economizar, você precisa conter os impulsos consumistas (ou seja, deixar de fazer “aloka” comprando tudo que vê pela frente, hehehe). A dica é planejar antes onde as prateleiras serão instaladas, qual uso elas terão, a quantidade ideal para o ambiente, o modelo mais indicado, etc.

Comece pelo básico: meça o quarto do seu filho e preste atenção aos móveis. Analise as paredes onde as prateleiras podem ser usadas e meça o tamanho disponível para elas.

Saiba também o que você irá organizar nessas prateleiras, como livros, brinquedos, fotografias, etc. Esse é um ponto importante porque muitos modelos têm limite de peso – e você não quer que a prateleira despenque no meio da noite, colocando em risco a segurança do seu filho, não é mesmo?

Se você for colocar objetos mais pesados (como os livros, por exemplo), vale à pena ficar atenta também a forma de instalação. Alguns modelos são mais reforçados, com mão francesa, e podem ser mais indicados para suportar cargas mais altas.

A profundidade é outro dado super importante. Se você vai colocar sobre as prateleiras apenas objetos de decoração, opte por modelos com no máximo 20 cm de profundidade (para não sobrecarregar o ambiente sem necessidade). Já no caso de uso para eletrônicos, como videogames, prefira os modelos com, no mínimo, 30 cm de profundidade.

Somente depois de ter todas essas informações, é que você poderá começar a pesquisar os modelos e os preços, evitando comprar itens que não terão uso.

Preste atenção aos móveis

Ambientes pequenos precisam de um cuidado redobrado no planejamento. Ainda que as prateleiras “pesem” menos visualmente do que os armários, por serem mais abertas, elas ainda podem deixar o quarto com um aspecto sufocante, se forem usadas em excesso.

Então, tente balancear a sua decoração. Ou seja, preste atenção na quantidade de móveis do quarto, onde eles estão dispostos e no espaço que existe livre para a circulação. Não conseguir passar em um trecho do quarto por ficar batendo a cabeça ou espetando o braço nas prateleiras é algo horrível (e você não quer passar por isso, certo?).

Cuidado com a altura

Onde posicionar esses itens é outro cuidado. O seu filho terá acesso aos objetos colocados nas prateleiras ou eles são apenas decorativos? Essa informação é crucial para definir a altura.

Por exemplo, caso a ideia seja montar um cantinho do quarto destinado à leitura, com os principais livros dos seus filhos, você não pode colocar as prateleiras extremamente altas. Afinal, isso vai dificultar para que as crianças interajam com os livros, tornando o ambiente sem graça e sem uso (e fazendo você jogar dinheiro fora).

Agora, se você quer que as prateleiras funcionem apenas como itens decorativos e vai colocar uma luminária, um abajur ou até um daqueles letreiros com o nome da criança (que são muito fofos <3), o ideal é que ela não consiga alcançar esses objetos (evitando que eles se quebrem e que aconteça algum acidente).

Opte por versões multifuncionais

prateleiras para quartosPensou que as prateleiras para quarto serviam apenas para colocar itens na parte superior? Pensou errado, rá! Hoje já existem versões super legais com ganchos na parte debaixo.

Essas prateleiras permitem que você adicione outros itens pendurados, como bolsas e mochilas, favorecendo a organização. É possível ainda incluir um cabideiro na parte debaixo da prateleira e você poderá pendurar casacos, blusas, etc. Não é bacana?

Pense na segurança

Na hora de economizar, muitos papais acabam escolhendo os modelos mais baratos. Cuidado! Isso pode colocar em risco a segurança do seu filho, com prateleiras despregando da parede ou suportando menos peso do que o indicado no manual.

Não faça economias sem sentido. Opte por materiais de qualidade, com instalação reforçada e com certificado de segurança. Fique atento ainda às quinas das prateleiras, principalmente se elas forem instaladas em uma altura próxima à cabeça das crianças.

Se houver quinas pontiagudas, durante as brincadeiras ou até no dia a dia, as prateleiras podem ocasionar acidentes bem graves. Por isso prefira aquelas mais arredondadas nas laterais.

Nichos também são bacanas

Quer dar uma variada e evitar aquela parede maçante e cheia de prateleiras para quarto? Vá de nichos! Eles são super fofos, permitem organizar vários objetos e ainda dão um “up” na sua decoração.

Você pode montar um esquema com prateleiras e nichos ou fazer uma parede apenas com nichos, colocados em alturas diferentes.

Brinque com as cores

prateleiras para quartosPara dar destaque na parede onde as prateleiras ou os nichos ficarão, nada melhor do que um pouco de cor ou de estampa. Como esses itens são vazados, você poderá optar por colocá-los em apenas uma parede e usar um tom diferente das demais ou até um papel de parede.

Sem gastar muito, é possível transformar totalmente a decoração, e ainda deixar o ambiente mais divertido. Os papéis de parede, por exemplo, podem ter estampas escolhidas pela criança, como super-heróis, ursinhos, arco-íris, unicórnios, etc.

Só tome cuidado para não escolher uma cor ou uma estampa muito infantil. Porque conforme o seu filho for crescendo, você terá que investir em uma nova pintura para se adequar a idade dele (e aumentar os gastos e o trabalho). Assim, tente escolher uma ideia que “dure” mais tempo.

Caso o quarto seja todo branco, você poderá investir em prateleiras coloridas, criando pontos focais bem bacanas e tornando a decoração mais aconchegante e divertida.

Prateleiras embutidas

Na hora de unir beleza e funcionalidade, as prateleiras embutidas são ideias bem originais. Normalmente, essas peças costumam vir acima da cama e contam com uma estrutura em gesso, dando um ar mais “classudo” à decoração.

Você poderá usar essa ideia para organizar os brinquedos que seu filho mais usa ou até para incluir alguns objetos de decoração.

Faça você mesmo

Nada melhor para economizar com as prateleiras para quarto do que colocar a mão na massa e soltar seu espírito de artesã! Na internet, é possível encontrar uma infinidade de tutoriais que ensinam a fazer modelos diferentes de prateleiras.

Dependendo do seu grau de habilidade manual, é possível produzir itens personalizados para o quarto do seu filho, gastando bem pouco. Existem ideias de modelos com cordas, reaproveitando pallets e até com caixas de madeira (daquelas usadas para transportar frutas ou outros produtos nas feiras).

O resultado é uma decoração personalizada, mais rústica e que não pesa no seu bolso. Nada mal, não é mesmo? Mas é claro que você precisa ter um pouco de familiaridade com lixas, furadeiras, verniz e tintas. Caso contrário o resultado poderá não ser assim tão bacana.

Aposte em formatos inusitados

prateleiras para quartosAlém das prateleiras tradicionais, existem formatos bem diferentes e que ajudam a compor um visual único para o quarto (e além disso permitem organizar outros tipos de objetos).

As prateleiras menores e mais inclinadas podem ser usadas para organizar os sapatos das crianças, já os modelos em V ficam ótimos para os livros e para a área de estudos. Ainda existem versões em zig-zag e até transparentes.

Depois de ler essas dicas, já deu para notar que as prateleiras para quarto são ideias muito legais para dar um “up” na decoração, organizar melhor os objetos e acessórios e, claro, economizar, não é mesmo?

Elas são opções bem mais baratas do que os armários, podem ser compradas já prontas em lojas de materiais de construção (tipo Telha Norte, Leroy Merlin e cia) e você mesma pode fazer a instalação. Ou ainda existe a possibilidade de produzir suas próprias prateleiras e nichos, usando materiais reaproveitados.

Assim, você consegue organizar melhor o quarto do seu filho, ter uma decoração diferenciada e garantir uma graninha extra para itens de primeira prioridade!

Só, claro, não se esqueça de pesquisar bastante e comparar preços antes de comprar, ok?

Gostou das ideias que eu trouxe de prateleiras para quarto? Então me dê uma forcinha e compartilhe este post nas suas redes sociais!

Bjs! ;)