Mulher Saúde

Pós-parto: as perguntas que você não teve coragem de fazer

E agora, José? rsrsrs imagem: we heart it

Logo depois do parto, além de todas as mudanças físicas, emocionais e de toda a nova rotina que temos que aprender a lidar, ainda tem aquelas perguntas mais “íntimas” que a gente morre de vergonha de fazer para o ginecologista, né?

Daí, tentamos tirar as dúvidas com as amigas, com as mais experientes, com a mãe, com a tia, com o Dr. Google, mas sempre fica aquela dúvida: será que é verdade ou será que é mito?
Bom, pra ajudar a solucionar de uma vez por todas estas dúvidas que andam martelando a cabeça da recém-parida, ou daquelas que estão quase para ter o bebê, eu escalei a Dra. Flavia Maciel, que além de ginecologista, obstetra, professora da escola de medicina Barão de Mauá de Ribeirão Preto, mãe do Rodriguinho e gravidíssima da Bianca, é blogueira e minha amiga!!
No ano passado a Flávia tirou dúvidas sobre pílulas anticoncepcionais e métodos contraceptivos, relembre AQUI. Agora, ela vai responder ás dúvidas mais “cabeludas” de nós, mães! Vamos lá?
Precisa mesmo respeitar o resguardo de 40 dias?
 

Este período de 40 dias é um período médio de tempo de recuperação de todos os órgãos genitais e extra-genitais após o parto. Após este período, o útero já terá seu tamanho normal, terá recuperado sua camada endometrial e, caso a mulher não esteja amamentando, estará apto a ter seu primeiro ciclo menstrual. As cicatrizes cirúrgicas (seja de cesariana, seja de episiotomia ou de lacerações do parto) também já estão maduras e com isso o ato sexual pode ser praticado com segurança após este período. Antes disso, não é recomendável o mesmo, uma vez que ainda há produtos de secreção uterina sendo eliminados, podendo predispor a quadros infeciosos; as cicatrizes ainda imaturas podem sofrer deiscências ou infecções. Obviamente, cada mulher é única e eventualmente todos estes processos já podem estar completos em algumas mulheres com menos tempo, mas como regra geral, orientar que se evite relações sexuais neste período é prudente e recomendável.

 
Se eu fizer cesariana, vou poder depilar a região do corte quanto tempo depois? É melhor usar a lâmina ou a cera?
 

A cicatrização de uma ferida operatória precisa ser acompanhada pelo médico, pois pode ter complicações como infecções, hematomas, deiscências (quando a ferida “abre”), formação de seromas (acúmulo de líquido na camada subcutânea), etc, complicações estas que atrasam o processo de cicatrização, inviabilizando a depilação com cera, por exemplo. Sendo assim, algumas demoram mais a ter o processo de cicatrização completo, mas como regra geral, em 40 a 60 dias, as feridas já estão mais maduras e podem sofrer o trauma de uma depilação com cera. A lâmina pode ser usada mais cedo, mas também em feridas sem complicações.

 
Se eu tiver um parto normal, é verdade que eu vou ficar “alargadinha”?
 

Este é mais um dos mitos que cercam o parto normal. A vagina é um órgão muscular e com grande capacidade de distensão. É um verdadeiro elástico, que comporta grandes distensões. Sendo um músculo, pode ter seu tônus modulado por exercícios localizados, que podem ser feitos de modo preventivo durante o pré-natal e depois do parto, como forma de recuperação do seu estado pré-gestacional.Tudo é uma questão de preparo do períneo e de assistência ao período expulsivo do trabalho de parto. Um períneo bem trabalhado com um período expulsivo bem assistido, sem intervenções desnecessárias (como a episiotomia) pode ter um impacto bem positivo na qualidade desta vagina no pós-parto.

Que história é esta de “ponto do marido” no caso de parto normal com episiotomia?
 

Primeiramente, cabe dizer que a episiotomia é um procedimento que, apesar de rotineiro nos partos normais aqui no Brasil, é desnecessário e não recomendável na maioria dos casos. Não se justifica fazer uma “laceração” programada de segundo grau ( que corta a camada muscular do períneo) – o que de fato é a episiotomia –  para se prevenir uma laceração que nem se sabe se vai de fato acontecer! Sendo assim, a episiotomia não é recomendada de rotina, e deveria acontecer em somente 10% dos partos vaginais. Para piorar, além de se fazer um procedimento desnecessário, muitos médicos apertam o ponto que une o músculo bulbo-cavernoso ( o músculo superficial do períneo), apertando-o além da conta, tornando o intróito vaginal mais apertado do que de fato é. Por isso chamam este ponto de “ponto do marido”, pois teoricamente a vagina ficaria mais “apertada”. Muitas mulheres ficam com disfunções sexuais, com intensas dores na penetração por conta desse ponto, sem falar na sensação de mutilação e violência que a episiotomia causa. Portanto, conversar com o médico pré-natalista para que se evite a episiotomia no parto natural e especialmente, se for necessária, que não se aperte excessivamente a abertura da vagina, é fundamental para evitar problemas sexuais futuros.

 
É normal eu não sentir desejo sexual logo após o parto?
 

Sim, muito normal! Por vários fatores: inicialmente, logo após a retirada da placenta, há uma queda brusca do estrogênio e da progesterona que a mesma produzia na gravidez; a queda dos níveis de estrógeno reduzem a libido e afetam na lubrificação vaginal. Depois, com o estabelecimento da lactação, altos níveis de prolactina são produzidos e este hormônio inibe a ovulação e consequentemente, a produção de estrogênio, que deveria voltar a acontecer, de fato não acontece. A prolactina também muda o comportamento da mulher, que se volta aos cuidados da cria, diminuindo o interesse pelo parceiro. Por fim, a vida muda tanto após o parto, a mulher fica tão cansada e consumida pela rotina com o bebê que dificilmente acha forças físicas para pensar em sexo, sem falar que muitas estão tristonhas, com intensidades variáveis de depressão pós-parto, ou com a auto-estima abalada pelas modificações corporais, enfim….  é uma fase, e é importante que a mãe se permita ser exclusiva do bebê; a própria natureza fez as coisas assim para evitar que a mamífera engravide novamente comprometendo a sobrevivência daquele bebê que acaba de nascer. Com o tempo, tudo tende a voltar ao normal.

 
É verdade que depois do parto ficamos menos “lubrificadas” para a penetração?
 

Sim, com a queda dos níveis de hormônios após o parto e a produção da prolactina (hormônio da lactação) que inibe a ovulação, tendemos a ter muito menos produção de estrogênio, e com isso a vagina fica mais atrófica, mais ressecada e com muito menos lubrificação natural e lubrificação produzida durante o estímulo sexual. Uma dica é recorrer ao lubrificante íntimo a base de água, para ajudar na penetração.

 
É normal sentir dor no sexo após o parto, seja ele natural ou cesariana? Tem alguma coisa a ver com o parto?
 

A dor após o parto no ato sexual geralmente está relacionada a falta de lubrificação vaginal ou a cicatrizes operatórias recentes. 

 
Amamentação e anticoncepcionais, é possível? Interfere no aleitamento?
 

Sim, o aleitamento é compatível com o uso de métodos anticoncepcionais não hormonais como a camisinha e o DIU de cobre ou com métodos hormonais a base de progestágenos. Estes hormônios não tem impacto significativo no estabelecimento da lactação, nem interfere na sua qualidade ou quantidade. Há várias opções de progestágenos disponíveis no mercado: pílulas diárias, implantes subdérmicos, DIU medicado com hormônio e injeções trimestrais.

 
É possível engravidar amamentando?
 

Sim! Apesar dos altos níveis de prolactina da amamentação poderem bloquear a ovulação impedindo a gravidez, eventualmente há escapes ovulatórios e por isso não indicamos a amamentação como método contraceptivo exclusivo; cuidado especial quando a mulher pára com o aleitamento exclusivo e passa a espaçar as mamadas; neste caso os níveis de prolactina podem não estar suficientemente altos para inibir a ovulação. Devemos sempre associar outros métodos mais eficazes, sejam eles hormonais ou não. 

Muito legal o bate-papo, né? A Flávia tem um blog super bacana onde discute as questões da maternidade e dá dicas de profissional e mãe, conheçam o Gravidinhas e Mãezinhas, além disso, ela também tem um grupo de mulheres mães e gestantes de Ribeirão Preto e região onde promove encontros de bate papo, eventos de lazer para a família e muita troca de informações, se você também é desta região, corre conhecer que vale  muito a pena!
 
Muitíssimo obrigada Flá, pela entrevista!! Adorei!!
 
E vocês, ainda ficaram com alguma pergunta “inperguntável” na cabeça? Manda aí que a gente responde!!
 
bjos! ;)

34 comentários

  1. Quase não dormi essa noite pensando nesses assuntos…Tenho tido muita dificuldade durante as relações e achei que fosse algo muito sério. Depois de ler seu post estou um pouco mais tranquila. Me ajudou muito, parece que você leu meus pensamentos!!!! Bj

  2. Eu estou com duvidas a minha cesaria enflamou mas agora ja ta bem melho ela entrou pra dentro ficou funda ta feia e gostaria de me depilar sera que ja posso?
    Ja faas um mes e vinte seis dias

  3. Oiii,bom dia.Gostaria de saber se 2 meses e 20 dias depois do parto posso fazer luzes e blindagem térmica sem levar o baby para o salão?Obrigada.

  4. Oii, minha filha ja tem 1 ano e 2 meses e o sexo com minha esposa nunca mais foi o mesmo de antes, sem saber o medico deu o ponto do marido, e com isso o libido dela diminuiu, sei que senti algumas dores na penetraçao, mais o que acho mais estranho eh que ela nao tem mais nenhum desejo sexual, gostaria de saber o que eh possivel e se tem o que fazer pra ela voltar a sentir desejo sexual?

  5. Boa tarde!
    Amei o blog.
    Mas estou com duvida quanto a depilação.
    Tive parto normal com episiotomia a 12 dias. E gostaria de saber depois de quanto tempo é mais seguro voltar a se depilar e com qual método é mais recomendável no começo devido a este procedimento.
    Abraços. ^^

  6. OLA amei o blog
    tinha muitas duvidas a cerca do desejo sexual tinha medo que fosse problema so meu obrigada pelo esclarecimento
    tenho outra duvida
    minha filha tem seis meses e ainda sinto dores no quadril e na virilha é normal?

  7. Ola eu gostaria de tirar uma dúvida
    Eu tiver rminha primeira relação depois do resguardo quando bb tava com 1 mês e 17 dias só q eu FIS sem camisinha eu gostaria de saber se corre o risco de eu engravidar?

  8. Olá, já faz três meses que meu filho nasceu mas a vagina da minha mulher está mais apertada que antes causando dor nela e dificuldade na penetração, será que volta ao normal?

  9. Gostaria de saber pq depois do parto cesaria sentimos dor e queimarão na virilha do lado esquerdo já estou com 20 dias pós parto.

    Grata .

  10. Estou com 40 dias pós cesárea..
    É aconselhável depilar a área do corte com lâmina?
    Minha revisão é daqui a 5 dias e quero ir depilada.
    Agradeço desde já a resposta!

  11. Olá li sobre a depilação. Eu fiz uma miomectomia abdominal múltipla e hj dia 21/12/17 tem 31 dias.to pensando em fazer depilacao com cera pode. Na parta do corte tirar de pinça. Será uma boa opção??

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *