Dicas e Truques Vida de Mãe

Medo do escuro, amigos imaginários e outras coisas…

Uma das coisas mais bacanas da maternidade, é poder assistir de perto tudo o que forma um ser humano, é ver aquele serzinho ali, que até ontem só tinha 3 funções básicas: mamar, fazer coco e chorar, de repente, evoluir, crescer, aprender coisas novas…

Me divirto muito observando o Pedro, com quase 5 anos, curtindo altas aventuras imaginárias em qualquer lugar que esteja, as mãos se transformam em carrinhos, o sofá é pista radical, as paredes podem ser escaladas e ás vezes, o homem-aranha, o Batman e até o Mickey fazem parte da aventura.

Acho que faz parte de crescer ter esta imaginação fértil, que faz a gente viajar, criar, sonhar…

Não sei se aconteceu algo específico ou se é só fruto desta fértil mente mas, agora o Pedro está com medo do escuro!

Chora muito se acorda com o quarto todo apagado e, se precisa ir no banheiro ou em algum outro comodo da casa, e estiver apagado, passa acendendo todaaaas as lampadas do caminho! hehehe

Por enquanto não acho que seja um medo que atrapalhe, sabe? O que tento fazer é mostrar pra ele que tudo o que ele ve no quarto com a luz acesa também está la no escuro, e sempre deixo uma luz acesa, do abajur ou do corredor.

Não fico encanando muito com isto porque, né? Medo é medo, não tem explicação! Quando eu era criança também morria de medo do escuro, até hoje eu tenho medo mas, agora é tipo uma claustrofobia, sabe?

A Catarina, aos 2 anos, fala tanto sozinha, interage tanto com o nada que ás vezes, dá ate medo! rsrsrs

Parece que realmente ela está falando com alguém no quarto, ela ri, dá bronca, briga, chora, é muito engraçado!!

Eu adorava brincar de escola, falava com os meus alunos imaginários, dava bronca, fazia chamada, olhava cadernos invisíveis….rsrsrs..

E o bacana de ser criança é isso mesmo, poder ter medo e sair correndo e chorando sem se importar no que os outros vão pensar…

Poder falar sozinho por horas sem parecer maluco! se bem que eu faço isto até hoje, abapha! hahaha

O mais incrível de tudo é pensar que, para ser mãe, a gente precisa ser forte, corajosa, inteligente e ter a cura e a explicação pra tudo, não é tarefa fácil, mas é deliciosa!!

E aí, os pequenos tem medo de que??

Bjos! ;)

PS: Imagem Google

14 comentários

  1. Adoro as coisas que vc escreve… Parece q eu passo por tudo isso tb, parece não, é… Rss

    Por aqui além de conversar sozinha (e muito) a duda MORRE de medo de um vão q tem debaixo da escada… Pode cair o q for lá q ela não pega de jeito nenhum… Se cair lá, lá fica… E ela não vai lá nem de mãos dadas com a gente… Chega a ser engraçado… Hehehe

    Coisas de criança… =)

  2. Meu marido fala muito sobre isso comigo pq sou super medrosa com tudo! Ele tem medo que eu passe medos para o Theo rsrs! Minha irmã até hoje brinca que sou tão medrosa com tudo que ela não sabe como Theo está aqui kkkkk
    Creio que a tarefa da mãe é passar segurança e não encanar porque isso é fase, no momento do medo basta um ‘está tudo bem filho’ que eles melhoram,somos a segurança deles =D
    Bjão!

  3. Me vi em tudo que disse… ser mãe transforma totalmente a visão de tudo que tínhamos antes… o Pequeno aqui só não gosta de ficar muito de ir pra algum lugar sozinho… tipo se estamos no quarto e tem que ir na sala ele chama pra ir junto… mas do escuro ainda não tem… muito pelo contrário… acorda às vezes de madrugada e anda pela casa pra ir pro meu quarto sem tropeçar em nada!!! rsrsrs

    Bjs e bom final de semana

    Falou Tchau

  4. OI Loreta
    o meu filho mais velho, o Noah, morre de medo de descer no porao. Nao tem quem faça, que ele nao desce mesmo. Mais ja no seu quarto quando ele vai dormir, ele nao tem um pingo de medo, ele dorme a noite toda, e muito dificil ele acorda de madrugada (maravilha), ele adora a cama dele! Ja o Dylan o mais novinho tem mais medo sim. Apesar de ele ja dormir no seu quarto sozinho, todas as manhas as 4:00hrs, tenho que ir pega-lo pra que ele possa dormir conosco na cama, pois ele nao quer mais ficar na sua cama sozinho :(
    Um abraço.

  5. ainda não cheguei nessa fase do medo do escuro, mais as conversas sozinhas chegaram, principalmente imaginando que é os personagens dos desenhos estão pela casa.
    Concordo com o vc, o melhor de ser mãe é participar dessa evolução tão gostosa.

  6. Daniel andou com medo do escuro por volta dos 6 anos, ele sempre andou pela casa com tudo apagado, mas depois descobrimos que era um livro que ele andava lendo A volta ao mundo em 52 histórias, fala de alguns contos clássicos, mas com finais nem sempre felizes, depois que lemos é que descobrimos… no mais ele é bem corajoso, mata até barata pra mim, outra coisa que eles tem medo é de temporal, raios, ventos e tal… já a menina tinha uma amiga imaginária, na verdade era uma personagem, a D.Marlene, ela se arrumava toda e fingia que chegava na casa da minha sogra com uma filha e muita história pra contar… é tão bom ver a imaginação deles trabalhando… quanto aos medos, no momento eles já tem medo de coisas de verdade ,assalto, bandidos, acidentes e por aí, é muito melhor quando só tem medo do escuro e do bicho papão… #amigacomenta
    Mil bjs!!!

  7. Eu me lembro de um pai cujo filho andava com medo de monstros. Aí ele deu um objeto pro filho (não sei mais o que era) e disse que era mágico, que afastava monstros, pra deixar sempre perto da cama. Outra mãe botava os “bichos” pra correr todas as noites antes de dormir, com a vassoura…rsrs

    Fiz umas coisas dessas com o Vítor também, lembro que na oração dele tinha um pedido pra deixar todos os bichos e monstros do lado de fora.

    Agora, como a Rô, nosso problema é com coisas mais reais. Ele já até teve pesadelo com assalto, numa noite que nosso cachorro latiu muito. Haja conversa…

    Beijos
    Tati
    Mulher e Mãe
    #amigacomenta

  8. Breninho, há um mês de fazer três anos, me surpreende com brincadeiras que usam a imaginação. Acho mágico ver o desenvolvimento dele.
    Nosso único problema é um monstro que vira e mexe aparece aqui em casa, mas eu sempre mando ele embora, kkkk.

    Bjs
    #amigacomenta

  9. Meu amigo imaginário não era uma pessoa… era um unicórnio alado! Já meu filho mais velho gostava de conversar com um menino que ele dizia ser filho dele (meu neto, pensa?). Sobre o medo do escuro, aqui em casa a gente tem sempre uma “luz de referência” na casa. Nem tanto porque eles sentem medo, mas para evitar que eles “reguem” o banheiro inteiro de noite rsrs!!
    Beijo,
    Marusia
    #amigacomenta

  10. A minha ainda é muito pequena para isso, mas no geral, aqui nos EUA, as crianças tem medo do porão ou sótão, e de monstros no armário.
    O porão daqui é bem bacaninha, iluminado, meio que uma outra sala de estar, não acredito que ela vá ter medo, mas o armário é aquele closet clássico Monstros S.A. sabe?
    Apesar de ter mos decorado a porta todinha com stickers lindos, quem sabe onde um medo vai brotar?

    Mas qualquer coisa, mommy corre com a lanterna para inspecionar entre os cabides!

    Beijão!

    @JuLeite
    #amigacomenta

  11. Depois que viu Monstros S/A algumas vezes, acho que começou a ter medo. Desconfiei quando fomos visitar uma pessoa e a porta de um quartinho estava entreaberta, com a luz apagada; daí, ela me agarrou dizendo: “o montus, mamãe”. Levou alguns segundos para que eu ligasse uma coisa a outra.=0D=0AO bom é que não tem sido frequente. E para prevenir, resolvi guardar o filme por um tempo…

  12. Meus filhos já tiveram medo de barulho, homem da kombi e até do “horário de verão”,rsrsrsrsrs (minha filha ouvia todo mundo falando “o horário de verão vai chegar” e ficava apavorada)…
    Andaram um tempo com medo do escuro e hoje eles tem um medo que pra mim é o pior de todos: medo da violência urbana, de assalto, de bandido, coisas desse tipo e eu nem posso dizer que isso vai passar ou que é mentira… infelizmente…
    Acho que tudo é uma fase e eles vão superando e se sentindo muito felizes por isso…
    Bjs!!!
    #amigacomenta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *