Categorias Saúde

Tosse infantil: dicas e cuidados

Chega esta época do ano e quem tem crianças pequenas em casa já sabe: lá vem os resfriados, as gripes, a coriza, a tosse…

tosse infantil

Aqui em casa, com o Pedro sofrendo de muitas alergias e com asma, eu virei quase uma especialista em tosse infantil!

Foram tantas noites sem dormir ao lado da cama dele, chorando pra ele parar de tossir, tantas idas e vindas em consultórios, exames, hospitais, laboratórios…

Hoje, com o Pedro aos 9 anos, as crises de asma dele já estão muito mais controladas! Passamos de muitas crises ao longo do ano para apenas 1, e olhe lá! E é sempre nesta época do ano!

Apesar de estar “calejada” neste assunto, toda vez que a crise vem e eu vejo meu pequeno-grande cabisbaixo e tossindo sem parar, meu coração aperta e dá uma angústia!!

Eu me lembro do tempo em que ele era mais novo e não conseguia me dizer o que sentia e ao mesmo tempo, eu não conseguia explicar pra ele porque ele sofria! A gente se sente tão pequena e impotente… O maior sufoco!

Foi pensando nisso que resolvi reunir aqui algumas dicas e cuidados que aprendi ao longo destes anos, olha só:

  • Cebola no quarto, sim ou não?

Há estudos que comprovam que a cebola tem o poder de capturar do ambiente micróbios e outras substâncias nocivas, o que pode ajudar a deixar o ambiente do quarto da criança com um ar mais puro (embora mais fedido!). Como mãe, nunca usei a cebola como tratamento da tosse, sabe? Sempre usei o truque como apoio para um tratamento orientado pelo médico!

  • Pomada no peito ou no pé, ajuda?

Todos os médicos que eu já consultei com o Pedro sempre disseram que NÃO! Além disso, as pomadas não são indicadas para menores de 4 anos, podem transformar uma tosse alérgica em tosse com secreção (o que significa maior irritação das vias aéreas) e causar alergias de pele. Eu nunca usei!

  • Inalação pra tudo?

Sim! Segundo os médicos do Pedro, a hidratação das narinas, mucosas e do corpo em si é sempre o melhor remédio para combater a tosse e outras condições clínicas então, faça inalação com soro, abuse do vapor do banho, ofereça muita água para a criança!

  • Umidificador no quarto, é super necessário?

Ajuda muito porém, é preciso lembrar que o umidificador não deve ficar ligado a noite inteira para não umedecer demais o quarto! O truque é ligar um pouco antes de a criança ir dormir para deixar o ambiente bem fresquinho para a hora do sono.

  • Quais xaropes oferecer? Mel, própolis, chá quente?

Os pediatras das crianças nunca receitaram xaropes “para tosse” porque sempre disseram muito claramente que não se deve tratar a tosse, já que ela é uma defesa natural do organismo. O melhor é identificar a causa da tosse e tratar a causa! O pediatra poderá receitar xaropes específicos para causas como alergias, inflamações, infecções…

  • Como saber se a tosse é alérgica? Como identificar o que causa a alergia?

A tosse alérgica costuma ser seca, ou seja, ela não vem acompanhada de muco ou catarro. Ela pode ser persistente e você vai perceber quando ela fica mais forte: de manhã quando a criança brinca em cima do tapete, de noite quando deita em seu travesseiro, quando sai na rua… Cada um destes momentos da tosse vão te ajudar a identificar os fatores que causam a alergia: os ácaros do tapete ou do travesseiro, a fumaça da rua, um produto de limpeza do banheiro, um ingrediente da hora do almoço… Se você quiser ter certeza da causa, pode realizar um exame laboratorial que testa muitos agentes causadores de alergias e depois, passar a evitá-los.

  • E se a tosse tiver muco e catarro?

Normalmente é sinal de infecção, pode ser uma gripe, um resfriado… A minha dica como mãe é, sempre que você estiver insegura, procure ajuda médica! Uma gripe simples com um catarro forte e que demora muito a passar pode ser uma pneumonia, uma tosse com febre pode ser uma bronquiolite ou seja, são tantas coisas que o melhor mesmo é ir ao médico. O de verdade, e não o Dr. Google, hein?

  • Como identificar a asma?

No caso do Pedro, descobrimos que ele é asmático com a ajuda de uma médica alergologista-pneumologista. Uma especialista em pulmões e alergias! Além de exames clínicos e histórico familiar, fizemos exames laboratoriais e de capacidade pulmonar e depois disso tudo, iniciamos um tratamento que durou 1 ano com medicamentos para fortalecer os pulmões dele. Passado o período de tratamento, ele passou a ter uma “bombinha” de resgate e os medicamentos de crise.

O Pedro foi diagnosticado aos 3 anos e meio e depois dos 5 anos, as crises diminuíram muito chegando ao quadro de hoje em dia (ele tem 9 anos) com apenas 1 crise por ano e olhe lá! A expectativa é que, na vida adulta, a condição asmática desapareça completamente sendo que, pode reaparecer quando ele for velhinho!

A asma não tem cura, tem tratamento! Mas nunca foi motivo para ele deixar de levar uma vida normal e fazer todas as atividades que qualquer outra criança faz! Inclusive atividades físicas e de maior esforço pulmonar como natação, corrida…

  • Toda tosse pode ser asma?

Não! A tosse pode ser causada por muitas coisas, inclusive refluxo gastro, sinusite….

  • E se o meu filho for diagnosticado com asma, como eu vou saber quando a tosse é da asma, quando é da gripe?

Na minha experiência, o tempo e a observação do meu filho me fizeram aprender a detectar! A tosse da crise asmática é bem seca mesmo, eu já sei como ele fica, como fica seu olhar… Assim como também reconheço a tosse com muco ou catarro e apenas sentindo o cheiro de longe já sei se é um resfriado simples ou uma gripe mais forte!

Calma! Você vai conseguir ajudar o seu filho quando ele precisar, pode ter certeza!

Além de todas estas dicas sobre a tosse e as doenças respiratórias desta época do ano, acho que é sempre bom lembrar que:

  • febre persistente por mais de 3 dias precisa ser acompanhada pelo médico!
  • febre maior do que 39 graus é motivo para correr no hospital, sim!
  • não medique o seu filho sem acompanhamento médico! O que funcionou para uma amiga pode dar muito errado com o seu pequeno!
  • Se há outros sintomas além da tosse, como febre, diarréia, dores, vômito e afins, vá ao médico!
  • Na dúvida, sempre vá ao médico! Sempre!

“O outono é sempre igual, as folhas caem no quintal…” e as mães sofrem pra burro! Mas acredita em mim, conforme eles crescem, vão ficando com suas defesas mais fortes e vai ficando mais fácil! Amém!

Neste link AQUI tem uma matéria super explicativa do Dr. Drauzio Varella sobre a tosse, suas causas e tratamentos. Vale a pena dar uma olhada!

Se você tiver qualquer outra dúvida sobre a asma, pode me perguntar que eu prometo que respondo rapidinho, ok?

Bjs! ;)

 

Deixe seu comentário

Comentários