Categorias Saúde

Quando o bebê só quer mamar de um lado

imagem: weheartit

imagem: weheartit

Estes dias recebi via Fanpage no Facebook um pedido de ajuda de uma mamãe de recém-nascido, o bebê dela só quer mamar de um lado, ou melhor, de um seio, será que é normal? Será que faz mal? Como fazer para que ele aceite mamar dos 2 lados?

O Pedro e a Cacá também passaram por esta fase e a aflição maior para nós, mamães é que, com a recusa do bebê em mamar dos 2 seios acabamos por sentir muita dor no seio que o bebê recusou e além disso, fica aquela impressão de estar com um seio maior do que o outro e a gente fica se sentindo mega esquisita!

Mas por que será que isto acontece?

Bom, desde o momento que os seios vão crescendo em nós, mulheres, percebemos que eles não são exatamente iguais, um é sempre ligeiramente maior que o outro e os mamilos também podem ter diferenças. Pra gente, enquanto mulheres, isto não faz nenhuma diferença, mas para os bebês que vão se alimentar, pode fazer!

Além disso, acontece de termos mais “jeito” com um lado do que com o outro o que facilita ou dificulta a “pega” do bebê, o apoio para a cabecinha e o conforto dele na hora de se alimentar. Isso vai influenciar na preferência dele por um lado ou pelo outro.

Alguns pediatras também alertam para que a mãe descarte as seguintes possibilidades de preferência de lados:

  • Dor de ouvido no bebê;
  • Dor no corpo do bebê;
  • Mastite no seio rejeitado, a inflamação altera o sabor do leite o que faz com que o bebê o rejeite.

Para descartar estas possibilidades, a primeira coisa a fazer é conversar com o seu pediatra e verificar em consulta se não há nada de errado com o lado do bebê em que ele se recusa a ficar na posição de amamentar depois, converse com o seu GO para verificar se não há mastite no seio rejeitado, descartadas estas possibilidades, alguns “truques” podem ajudar a fazer com que o bebê aceite o seio rejeitado:

  • Comece a mamada pelo seio rejeitado, como o bebê está com fome, pode ser que aceite;
  • Tente outras posições de amamentar para ver se ele se sente mais confortável. A posição “futebol americano” costuma funcionar porque não vira o corpo do bebê para lado nenhum!
amamentando-gemeos

A posição “futebol americano” também chamada de axilar ou sentada inversa é bastante utilizada pelas mamães de gêmeos. A mãe se senta com as costas apoiadas e posiciona o bebê por debaixo do braço, segurando sua cabeça como se segurasse uma bola de futebol americano. Nesta posição, o bebê fica com o corpo reto e tem somente a cabecinha apoiada direto no seio da mãe, o que pode fazê-lo não rejeitar pois, não terá seu corpo virado para nenhum lado. Imagem: Google

  • Prefira amamentar o bebê no seio rejeitado quando ele ainda estiver sonolento, assim ele pode aceitar o peito antes de perceber que está “do lado errado”.

Se você já tentou de tudo e não tem jeito, seu bebê não quer o seio rejeitado e você não aguenta vê-lo chorar para tentar fazê-lo mamar no “lado errado”, não há nenhum problema em amamentar só de um lado. A questão dos seios desiguais provavelmente é uma coisa que só você percebe porém, é importante que você faça a ordenha do leite no seio rejeitado para que ele não empedre e acaba causando inflamações e dores.

Para não desestimular a produção, você pode tentar realizar a ordenha durante a amamentação com o bebê do lado que ele gosta, como a descida do leite já estará acontecendo naturalmente, será mais confortável pra você, apesar de precisar de um pouco mais de malabarismo!

Este leitinho ordenhado pode ser utilizado na preparação das papinhas de frutas, se o seu bebê já tiver mais de 6 meses, claro!

Aqui em casa eu adotei a estratégia de oferecer o seio recusado sempre primeiro pra aproveitar o momento de maior fome e insistir nele por pelo menos 10 minutos, é preciso paciência, carinho e amor, aos poucos, eles aceitaram os 2 lados e a amamentação prosseguiu numa boa!

Normalmente, os bebês têm esta fase de recusar um seio ao outro logo no início da amamentação, nos primeiros meses de vida, se não houver nenhum problema físico no bebê ou na mãe, está relacionado simplesmente ao fato de a mãe ter mais jeito de um lado do que do outro ou, de o bebê preferir uma mama a outra, fica calma, paciência, respira fundo e não desiste!

A amamentação é fundamental para o desenvolvimento do seu bebê e faz muito bem para a mãe também! Uma amamentação prazerosa para ambos é o segredo para o sucesso e longevidade da amamentação por isso, se você estiver com muita dificuldade, procure um grupo de apoio na sua cidade ou no hospital onde o seu bebê nasceu. No Facebook, eu sempre indico o grupo Aleitamento Materno Solidário, uma verdadeira rede de mães e doulas dispostas a se ajudarem sempre, dá uma olhadinha lá!

Boas mamadas pra vocês!

Bjs ;)

Deixe seu comentário

Comentários