Categorias Saúde

Por que os olhos do bebê mudam de cor?

 

 

Durante a gravidez, todas nós passamos horas da nossa “doce espera” (de 8 meses e 1 século, hehehe!), imaginando como será o rostinho do bebê. Super normal nos pegarmos tentando decifrar do ultrassom o tipo de boca, nariz, olhos, se “puxou” alguma característica da mãe ou se tem mais coisas do pai…

Uma das coisas que é sempre uma surpresa, é a cor dos olhos do bebê! Comigo aconteceu assim: Pedro nasceu com os olhos de um cinza bem escuro e depois, foram ficando castanhos e até ele completar 6 meses, os olhos dele já eram exatamente da mesma cor dos meus: castanho escuro!

A Cacá nasceu com os olhos bem azuis, um azul escuro e depois, os olhos foram esverdeando, ficaram cor de mel e hoje, são da mesma cor dos olhos do pai, um castanho claro. Mas por que será que os olhos do bebê mudam de cor?

Segundo a oftalmologista Daena Leal, do Hospital de Olhos de Pernambuco (HOPE), isto acontece porque, a íris (que é a parte que tem cor, nos olhos) vai aumentando a sua pigmentação com o passar das semanas após o nascimento do bebê.

Na íris é que está a célula melanócita, responsável pela produção de melanina, que é quem também determina a cor da nossa pele e cabelo. Segundo a médica, “ás vezes, realmente temos a impressão do olhinho ser claro. Porém, quando vamos examinar e aproximamos a luz, percebemos a cor real.”

A melanina depende da incidência de luz então, a exposição ao sol, que os olhinhos do bebê receberem, pode influenciar na cor que eles terão. Estas mudanças costumam ocorrer até os 6 meses de vida e depois, não mudam mais.

Além da melanina, a genética também é outro fator decisivo na hora da “mãe natureza” escolher a cor dos olhos do bebê. Uma boa pista para saber como serão os olhinhos do pequeno, é observar a cor dos olhos dos pais.

Os olhos castanhos são, cientificamente, caracterizados como tendência “dominante” e por isso, muitos casais em que apenas 1 deles tem os olhos claros, acabam por ter filhos com olhos escuros ou, acontece uma mescla, filhos com olhos claros e filhos com olhos escuros. Tudo depende da maravilhosa e criativa fábrica do DNA, quando está “montando” este novo ser humano!

A minha amiga linda Marina, do blog Petit Ninos, tem esta experiência em casa! Ela, com os olhos castanhos e o marido, de olhos azuis, têm 3 filhos: Bárbara, Théo e Amelie. A Babi nasceu com os olhos azuis, Théo também e então, quando Marina esperava Amelie, era quase uma certeza que a caçula também teria os olhos azuis mas, a surpresa foi que Amelie, veio com os olhos castanhos!

blog petitninos

Théo, e seus olhos azuis e Baby Mel, com olhos de jabuticaba! <3

No caso da minha outra amiga linda Renata, do blog Formães, foi tudo ao contrário. A Rê tem os olhos cor de mel, quase esverdeados e o marido, tem os olhos castanhos, o primeiro filho, Miguel, tem os olhos castanhos iguais aos do pai e então, enquanto a Rê esperava o Murilo, tinha certeza que ele também teria os olhos do pai mas, a surpresa foi que ele chegou com os olhos azuis céu, diferente de toda a família!

blog formaes

Miguel e Murilo <3

Estes resultados dependem de cruzamentos genéticos da herança de características que estão dentro de cada um de nós. Como nunca saberemos exatamente qual é a nossa “fórmula” humana, a cor dor olhos dos bebês serão sempre uma surpresa!

Nesta tabela abaixo, algumas possibilidades de cruzamentos levando em conta fatores de características “dominantes” e recessivas:

cor dos olhos do bebe

Aqui em casa, a tabela funcionou certinho por enquanto, mas se eu tenho avós por parte de pai com olhos bem azuis, e o marido tem os pais com os olhos claros, será que meu próximo bebê teria olhos claros? Nunca saberemos os mistérios da “fábrica humana” mas, seja qual for a cor dos olhos do seu bebê, o importante é estar sempre atento à saúde oftalmológica de nossos pequenos!

Bebês precisam passar por consultas completas a cada 6 meses até os 2 anos de vida e, depois disso, pelo menos uma vez por ano. Também é importante proteger os olhinhos dos pequenos com óculos escuros que tenham lentes com fotoproteção, ensiná-los a não forçar os olhos contra a luz (solar ou artificial) e ter bons hábitos de higiene como, não esfregar os olhos com as mãos sujas, limpar com soro fisiológico e algodão limpo, as “remelas” da manhã e lavar com água corrente e limpa toda vez que, por descuido, escorrer ou espirrar algum tipo de produto, como shampoos, condicionadores, produtos de cabelo etc.

A cor mais linda dos olhos dos nossos pequenos é com certeza, o brilho do amor, da magia e da infância, concordam?

bjs ;)

 

Deixe seu comentário

Comentários

1 comentário via blog

  1. Michele Hoster comentou em

    otimo os artigos do site. São muito bons. Parabéns.
    Michele Hoster