Categorias Cinema&Cultura

Mulher Maravilha e representatividade

Logo que estreou o novo filme Mulher Maravilha decidimos que iríamos assistir, a Cacá e eu. Ela podia escolher o que fazer no seu dia do filho único e estava certa de que queria ir assistir ao filme de sua heroína predileta!

mulher maravilha filme

Daí, no dia da estréia Pedro quis ir também! A Cacá nem chiou porque ela gosta da companhia do irmão e eu decidi que, ok! Iríamos os 3 ao cinema para ver o primeiro filme de uma heroína protagonista!

Eu estava ansiosa, esperava pelo filme fazia tempo! Pra mim ele significava uma nova era, uma era em que uma mulher podia ser uma heroína digna de um filme SÓ DELA com todos os efeitos, roteiro e investimentos que os filmes de heróis (que eu amo) sempre tiveram. Seria histórico!

Para a Cacá era uma coisa normal, vejam só que maravilha! A minha filha, do alto de seus 7 anos já acha que um filme com uma heroína protagonista é uma coisa NORMAL afinal, por que não seria? No mundo em que ela está crescendo heróis e heroínas têm a mesma importância e destaque, podem ser super poderosos em igualdade e por isso, nenhuma novidade. Ela só estava indo ao cinema assistir ao filme de sua heroína predileta assim como o Pedro foi assistir aos seus filmes de heróis! Que vitória!

E para o Pedro?

Achei super curioso observar as reações dele ao filme e a heroína! Apesar de eu fazer todos os esforços para que meu filho não se transforme num machista e que ele entenda que homens e mulheres devem viver em igualdade, a verdade é que meu filho está sendo envenenado!

Todos os dias, na TV, na escola, nos livros, nos filmes, nos comerciais… Todos os dias ele é envenenado por um mundo que ainda patina na representatividade de toda a sociedade e pra ele, do alto de seus 10 anos e com todo o conhecimento que ele já tem sobre o mundo dos super heróis, a Mulher Maravilha é sim poderosa, mas insignificante!

Quer dizer, normal, né? Pra ele, o mundo dos heróis tem milhões de representantes, ele pode escolher ser quem ele quiser porque o que não falta são heróis do gênero masculino com todos os poderes imagináveis e inimagináveis!

Por que ele escolheria a Mulher Maravilha como representante quando ele pode escolher o Super Homem? O Batman? O Homem Aranha e tantos outros?

liga da justiça filme

Se você fosse um menino, quem te representaria?

E é aí que eu, como mãe e mulher, percebo a importância da representatividade! Para o meu filho é importante ter os heróis e vilões como representantes, como modelos, como símbolos assim como para a minha filha, também é importante ter as princesas com seus ensinamentos e tudo mais, mas também é importante que ela saiba que, assim como o meu filho pode ser SUPER ela também pode!

As mulheres também podem!

Enfim, quando contamos ao Pedro que iríamos assistir ao filme da Mulher Maravilha ele desdenhou, disse que não queria ir, que a Mulher Maravilha não era “tão legal”… Eu e Cacá nem ligamos para o que ele estava dizendo e dissemos que iríamos sim, que era muito legal e que não víamos a hora!

O Pedro estava com medo de assumir que também queria ir, que também achava super legal a Mulher Maravilha afinal, afirmar isso era afirmar que uma MENINA podia ser muito legal e ele está naquela fase em que “meninas blerg!”

No fim, eu fingi que acreditava que ele não queria ir, ele fingiu que se deixou convencer por mim e fomos! Lá na sessão, ele ainda desdenhou um pouco e então, o filme começou!

Muita ação, muitas cenas incríveis em 3D, a Mulher Maravilha arrasando muito e eu só ouvindo os WOWs e UAUs dele, e rindo quando olhava para os olhinhos brilhantes dele!

mulher maravilha filme

O filme é demais! Ela arrasa mesmo! Os efeitos são incríveis e o filme é muito digno aliás, muito mais digno que muitos filmes de super heróis dos últimos tempos!

Ao sairmos do cinema, perguntei ao Pedro se ele havia curtido e ele, sem dar o braço a torcer respondeu:

– Ah, foi legalzinho!

Eu e Cacá começamos a rir dele, lembrando das partes em que ele ficou impressionado e no fim, ele confessou que amou o filme e que a Mulher Maravilha é muito fodástica mesmo! Quando chegamos em casa, ele e Cacá se arrumaram com toda a indumentária e fantasias que já tem, mais outros apetrechos que inventaram e pronto: eram os companheiros de batalhas super heróis poderosos!

Aqui em casa, a Cacá pode ser princesa de vez em quando e o Pedro pode ser o príncipe que vem ao resgate, mas ela e ele sabem que não precisam ser APENAS isso! Que eles podem ser tudo o que quiserem, inclusive super heróis!

O Pedro sabe que pode ser super poderoso e a Cacá sabe que também pode ser e é por isso que eu digo: representatividade é importante sim!

Pode parecer apenas um filme de super heróis, pode parecer apenas um brinquedo, pode parecer apenas um livro, apenas um comercial, apenas uma brincadeira… mas são estas coisas que estão sendo bombardeadas nas cabecinhas dos nossos filhos todos os dias, e são estas coisas que vão formando as personalidades e crenças deles!

Se você já se convenceu de que o filme da Mulher Maravilha é um marco para as mulheres e garotas e decidiu levar as crianças, saiba que o filme tem cenas de ação, lutas, tiros e explosões. É bem barulhento sim, a temática é a guerra sim mas, não há nada super explícito de “sangue” e afins. Dá para eles assistirem, você só precisa estar atenta aos muito pequenos que podem se assustar com a barulheira cinematográfica!

É claro que é um filme “hollywoodiano” e para nós, como mulheres, ainda tem mil pontos a serem discutidos dentro do filme sobre machismo e sexismo mas, quer saber? Eu acho que um filme da Mulher Maravilha é um avanço sim! E eu acho, como mãe de menina, que para a minha filha é importante saber que também existem filmes de heroínas sim!

mulher maravilha filme

Talvez não precisasse ser tão “hot girl”…

Então, ainda que você não considere o filme para os seus pequenos, vá assistir! E comemore porque sim, é uma vitória! E vamos fazer muito barulho sim, até vermos mais e mais heroínas no cinema, na TV, nos livros, nos comerciais…

Vamos fazer muito barulho sim para que quando as nossas filhas crescerem, elas não precisem fazer barulho nenhum!

Bjs! ;)

Deixe seu comentário

Comentários