Categorias Vida de Mãe

Como economizar no material escolar

Agora que o Pedro e a Cacá não estão mais na educação infantil (estão no ensino fundamental I) a lista de material escolar deles não tem mais tantas coisas de artes e papelaria, sabe?

Saíram as massinhas, colas coloridas, glitter e purpurina e entraram os cadernos, pastas, livros… Não posso dizer que tenha ficado mais caro, os itens de “artes” não são tão caros assim, mas os livros deram uma pesada no orçamento.

Desde que as crianças entraram na escola, eu sempre busquei fazer o máximo de economia com a lista de material escolar. Acho absurdo pagar super caro numa marca X só porque a escola pediu aquela ou, porque tem um personagem na capa!

Partindo destes princípios de economia, juntei aqui algumas dicas que têm me feito economizar e podem te ajudar também:

1 – Reaproveitar os materiais do ano anterior

Eu sempre dou uma revisada em todo o material que voltou da escola e separo aqueles que ainda podem ser usados no novo ano. Pastas, réguas, tesouras, canetas, mochilas, lancheiras… Todas estas coisas são itens que (dependendo da criança, rs!) não desgastam tão rapidamente!

2 – Pesquise bastante

Antes de comprar os itens da lista, eu sempre pesquiso nas papelarias indicadas pela escola (que têm um convênio e oferecem desconto) e em papelarias on line. Como compro para 2 crianças, procuro pacotes de coisas em atacadinho “leve” por exemplo, borrachas e colas em combos com mais de 10 unidades, lápis de escrever, canetas, papel sulfite…

3 – Procure por livros usados

Comprar livros de “segunda mão” também é sinal de economia! Sites como a Estante Virtual reúnem sebos de todo o Brasil onde você pode pesquisar os livros didáticos ou de leitura solicitados pela escola.

4 – Etiquetas manuais

Ao invés de gastar com aquelas etiquetas (que eu também acho lindas e amo!), em tempos de crise dá pra se virar com as etiquetas brancas comuns e os nomes escritos á mão!

Compro sempre uma cartela branca com etiquetas de tamanho médio (que servem para quase tudo) e escrevo com caneta permanente o nome das crianças. Eu já desisti de colocar etiquetas em cada um dos lápis de cor deles porque, as etiquetas sempre descolam ou somem por causa do contato!

5 – Não gaste com o que não precisa agora!

Não sei vocês mas eu, quando era criança, amava esta época de volta ás aulas com cadernos novos, lápis novos, uniforme novo… Quando virei mãe, transferi este amor para as crianças e ficava feito uma doida preocupada em ter calças, camisetas, mochilas, roupa de balé, de futebol, necessaire, etc. tudo novinho logo no primeiro dia de aula!

Mas não precisa!

Uniforme de inverno é pra ser usado daqui há alguns meses, se a chuteira de futebol ainda serve e está inteira, não precisa de uma nova, e assim por diante! Faça uma lista consciente de coisas que realmente precisam ser trocadas agora, outras que podem esperar mais 3 meses e se programe com mais tranquilidade!

6 – Não leve as crianças com você!

Se você puder deixá-los em casa na hora de sair para comprar o material, vai evitar estresse com os pedidos do caderno cor de rosa da princesa sei lá quem que custa o dobro do preço do caderno comum sem personagem na capa!

Ou, você pode ter uma conversa séria e franca com eles avisando que a compra será feita de forma econômica assim, vocês podem gastar dinheiro em outras coisas mais bacanas como passeios, viagens, brinquedos, sorvete… hehehe

7 – Preste atenção nas coisas que estão na lista!

Aqui em SP, as escolas são proibidas de exigir em suas listas de material escolar, itens de higiene que devem ser fornecidos pela escola como: copos plásticos, guardanapos, alcool… Também não pode pedir material de classe que são de uso do professor como giz de lousa, apagador, caneta… Outra coisa que não pode é exigir uma marca de produto ou exagerar nas quantidades por exemplo, uma criança na educação infantil não deve ter que levar um pacote de 500 folhas de sulfite/A4, ela não precisa fornecer para a escola toda o papel que será usado nas atividades!

Se você reparar abusos na lista, vale a pena conversar com a escola e entender a necessidade dos itens solicitados!

Além do material escolar, na escola das crianças há o gasto com as apostilas e os livros de apoio e de leitura. Com as apostilas não tem muita opção já que, a editora que fornece para a escola e faz os preços mas, eu sempre negocio para pagamento a vista ou, parcelado!

A educação das crianças está no topo das minhas prioridades financeiras e também é um dos itens mais caros na vida da maioria das famílias, por causa disso acho que, com o que a gente pode economizar, tem que fazer todo o esforço possível sim!

E vocês, tem dicas de economia para compartilhar? Conta aí pra gente!

Bjs! ;)

 

Deixe seu comentário

Comentários