Categorias Saúde

Coisas que os bebês podem fazer dentro da barriga

A gente nem se dá conta mas, são incríveis as coisas que os bebês podem fazer dentro da barriga da mãe! E tudo isso, todas estas fofuras maravilhosas, só são possíveis de apreciar graças ao ultrassom.

Toda vez que eu tinha exame marcado era uma alegria! Eu brincava que, se pudesse, compraria um aparelho daqueles só pra ficar olhando para o meu bebê, mas sabemos que, de nada adiantaria já que, na maioria das vezes, tudo o que vemos são borrões e só com as explicações do médico é que tudo aquilo ganha forma e se transforma no nosso bebê!

Estes dias vi um vídeo muito, muito, muito fofo de um ultrassom, olha só:

Primeiro eu fiquei incrédula, seria possível um bebê fazer isso dentro da barriga da mãe? Depois, me lembrei de todas as coisas incríveis que eu vi meus bebês fazerem dentro da minha barriga e fui pesquisar, o que mais podemos flagrar em um exame de ultrassom. Olha só:

  • Soluçar: a Cacá soluçava muito na minha barriga! No começo, eu estranhei o que eu imaginava serem pequenos “chutes”, estarem tão ritmados daí, em um ultrasom, vimos a pequena soluçando! O médico nos explicou que, entre o fim do primeiro trimestre e o início do segundo, é normal que os bebês solucem. É um movimento involuntário que serve para treinar o aparelho respiratório!
  • Bocejar, franzir a testa, abrir a boca: quem faz o ultrassom 4D consegue ver bem o bebê fazendo caretas, bico, bocejando, franzindo a testa e mais uma porção de movimentos faciais. Eles começam a fazer isso à partir da 24 semana, ou 5 meses.
  • Fazer xixi: calma! Não é o xixi de recém-nascido que você está imaginando! O líquido amniótico é composto 90% por xixi, isso porque, o bebê toma o líquido e depois, faz xixi, toma e faz xixi, vira um ciclo mas, fique tranquila, o “xixi” na verdade é água!
  • Chupar o dedo: no primeiro ultrassom “inteligível” do Pedro, ele estava chupando o dedo! À partir do 3 mês, ou 12 semanas, o bebê passa a fazer isso para fortalecer a musculatura facial e treinar a sucção que ele vai usar para mamar.
  • Bater palmas: toda grávida sabe que, os bebês movimentam braços, pernas e mãos. Podemos sentir eles se esticando, mudando de posição, chutando e tentando se movimentar dentro da barriga então, nada mais normal do que, eles conseguirem tocar as próprias mãozinhas! Claro que isso não significa que eles entendam o conceito de “bater palmas”, mas que eles são capazes de fazer isso, são sim!

A gravidez é pra mim um tema muito sagrado e especial! É tão fascinante observar como o nosso corpo é perfeito e mágico! Como todas as coisas vão se encaixando para gerar, formar e nutrir uma nova vida até que ela esteja pronta para viver aqui fora, fico fascinada!

Se você está grávida e contando as semanas para os exames de ultrasom e seus “encontros” com o bebê, saiba que não há um número específico de exames de ultrassom que você deve fazer.

O comum, é que se faça 1 entre 11 e 14 semanas (para detectar a quantidade de bebês, evolução, idade gestacional e etc), 1 com 20 semanas (a morfológica, super importante para avaliar o desenvolvimento do bebê e descartar ou detectar condições ou anomalias genéticas) e outra entre 34 e 37 semanas para avaliar a provável data de parto, líquido amniótico, posição fetal e etc.

Só o seu obstetra pode solicitar mais exames do que isso, se ele achar necessidade de acompanhar alguma coisa ou, se os exames que ele ver não tiverem resultados conclusivos.

Especialistas não conseguiram identificar qualquer dano que o ultrassom possa causar no bebê porém, convém não fazer mais exames do que o necessário. Para as mamães do tipo mega ansiosas, olha esta invenção:

bellabeat

O BellaBeat é conectado ao seu celular e, através de um aplicativo para Android ou iOS, registra os batimentos cardíacos do bebê, os chutes e promete fazer um registro dos nove meses de vida intra-uterina do bebê!

Ele não é 100% preciso e só um médico é capaz de avaliar se as movimentações e batidas do coração do bebê são normais, ou não.

Por isso, apesar de ser delicioso poder ouvir esta “música do coração”, acho sempre bom lembrar que, a gravidez já é normalmente um período cheio de dúvidas e ansiedades e não dá pra bitolar e perder esta fase tão gostosa, né?

O ultrassom é uma maravilha tecnológica que nos permite “ver” e “ouvir” o bebê, acompanhar seu crescimento, desenvolvimento, identificar qualquer dificuldade mas, com certeza ele não substitui o melhor dos encontros, aquele da primeira vez, do primeiro olhar, do primeiro toque, do primeiro chorinho… Indescritível! <3

Bjs ;)

Fontes:

babycenterbrasil,com.br

delboniauriemo.com.br

Deixe seu comentário

Comentários