Categorias Cinema&Cultura

Harry Potter: 5 livros que todo fã precisa ter

Vocês sabem que eu sou apaixonada por Harry Potter, né? Tão apaixonada que transmiti este amor para os meus filhos e Pedroca até fez festa de aniversário com este tema!

Relembre todos os detalhes da festa e se inspire para fazer a sua neste post AQUI

Se você também é super fã do bruxo mais amado do mundo e está querendo iniciar os seus pequenos aprendizes no mundo da magia, aqui está uma listinha “básica”  com os livros que todo fã precisa ter:

1 – Harry Potter e a Pedra Filosofal – Edição Ilustrada (ed. Rocco, 2016)

harry potter ilustrado

Tudo começa com a Pedra Filosofal! É neste maravilhoso livro de estréia que conhecemos a rua dos Alfeneiros, o quarto embaixo da escada, o incrível Hagrid, os insuportáveis Dursley e descobrimos, junto com Harry, um mundo de magia todo novo e incrível!

Nesta versão ilustrada, você pode viajar junto com o seu pequeno neste novo mundo e visualizar toda a história do jeitinho que J.K. Rowling visuallizou. Simplesmente lindo!

Clique AQUI para comprar com desconto!

2 –  Os Lugares Mágicos dos livros de Harry Potter (Galera Record, 2015)

livro harry potter

Se vocês já assistiram aos filmes e se deslumbraram com todos aqueles lugares incríveis, vão adorar conhecer mais de pertinho o incrível castelo de Hogwarts, as lojas e esquinas do Beco Diagonal, a rua dos Dursleys, a Floresta Proibida… Imperdível!

Clique AQUI para comprar com desconto!

3 – Box Coleção Harry Potter – 7 volumes (ed. Rocco, 2015)

box harry potter

Ok, eu disse que eram 5 livros e neste box estão os 7 volumes, eu sei! Mas é que, se você estava até agora tentando ter todos os livros para a sua biblioteca pessoal, ou procurando um ou outro, agora pode ter os 7 volumes em um box mega especial e com preço super em conta!

Vale a pena! Clique AQUI para comprar com desconto!

4 – O livro dos personagens de Harry Potter (Galera Record, 2015)

personagens harry potter

Foto: www.poaeglitter.com

Se vocês já estão lendo e escolhendo os personagens prediletos, vão adorar este livro que conta um pouquinho mais sobre a história de cada um deles!

Momentos esquecidos do passado, parentescos e ligações que você talvez tenha perdido nos filmes ou não tenha assimilado nos livros, tudo aqui!

Clique AQUI para comprar com desconto!

5 – O livro de colorir do Harry Potter (Universo dos Livros, 2016)

livro de colorir harry potter

E se o seu jovem aprendiz de bruxo ainda não sabe ler, você pode familiarizá-lo com este universo fantástico colorindo junto com ele este livro lindo e cheio de detalhes!

Corujas, partidas de quadribol, trols, animais fantásticos, bruxos, o castelo… solte a imaginação!

Clique AQUI para comprar com desconto!

O universo de Harry Potter me acompanha desde a adolescência e eu tenho a maior alegria em compartilhar tudo isso com o Pedro e a Cacá, tem coisa mais deliciosa do que voltar a ser criança junto com as nossas crianças?

#ficadica para os Pottermaníacos, PotterHeads e Potterfans e aproveita para comprar com descontos de até 71% nestes links do post, a promoção é até 16/05/17 ás 00hs.

Bjs! ;)

Categorias Cinema&Cultura

Dia das Mães: Filmes e séries sobre ser mãe

Filmes e séries sobre ser mãe é o que não falta por aí! Afinal, a relação entre mães/pais e filhos é sem dúvida a mais exigente, enroscada, cheia de surpresas, de amor e com certeza, a mais importante para sermos quem somos!

Mas ultimamente, tenho preferido assistir coisas que desconstruam esta “maternidade perfeita” que martelam nas nossas cabeças em comerciais de TV, personagens de novelas e afins. Tenho curtido ver mais da maternidade real, do lado “roots” de ser mãe, dos dilemas da mulher-mãe e de como todas elas se equilibram para encontrar o seu jeito próprio de maternar, sabe?

Porque nós temos sim os mesmos medos, as mesmas dúvidas, as mesmas culpas, as mesmas corujices… mas as mães não são todas iguais, não! E pra provar isso, selecionei 3 filmes e 3 séries que vão te fazer rir do dia a dia de ser mãe, se emocionar, se colocar no lugar da outra mãe e entender que você é sim a melhor mãe do mundo, do jeitinho que é!

Bora pra lista?

Perfeita é a Mãe (Bad Moms – 2016)

Bem no estilo besteirol americano, nesta comédia uma mãe que exerce as várias funções da vida de mãe moderna está lidando com o início de um divórcio, o julgamento de outras mães, a educação dos filhos, as novas amigas e o reencontrar-se no meio de tudo isso.

Ok, é meio exagerado sim! Tem coisas surreais, coisas que você jamais faria mas, dá pra dar muita risada sim e eu acho que é isso que a gente precisa de vez em quando: rir desta loucura que é a maternidade!

perfeita é a mãe

O Clube das Mães Solteiras (Single Moms Club – 2014)

Os filhos estão tocando o terror na escola e as mães são chamadas na diretoria, é assim que estas mães se conhecem!

Trocando confidências e fazendo desabafos, percebem que estão enfrentando as mesmas dificuldades e que a vida de mãe pode ficar muito mais fácil quando estamos juntas, nos apoiando. Assim surge o Clube das Mães Solteiras, formado para ser um grupo de apoio de amigas mães!

Acho muito bom quando as mulheres se unem umas pelas outras, ainda que hajam diferenças entre elas, há muito mais em comum e quando uma mulher avança, todas as mulheres avançam!

clube das mães solteiras

Uma Mãe em Apuros (Motherhood – 2009)

Eu adoro este filme porque me identifico muito com muitas coisas que a personagem principal vive, e ele também foi inspirador para a existência deste blog aqui!

Eliza é (vejam só) uma mãe blogueira que vive de escrever em seu blog sobre maternidade enquanto dá conta de cuidar de seus 2 filhos. Observando o dia a dia da sua própria maternidade e da maternidade das outras mães do “parquinho” ela percebe que “não tá fácil pra ninguém” e aprende a ter mais empatia e menos julgamento!

filmes sobre ser mãe

Gilmore Girls, Um ano para recordar (Gilmore Girls – 2016)

Se você também era apaixonada por Gilmore Girls na sua adolescência, vai amar este revival que a Netflix fez o ano passado!

Nesta nova temporada, Lorelai está passando pela crise da meia idade sempre com sua confusão e bom humor, Rory está aprendendo a lidar com a vida de adulta agora que percebeu que nem sempre os planos da adolescência saem exatamente como queríamos e Emily está aprendendo o que fazer com a vida dela agora que é viúva.

Simplesmente uma delícia rever toda a população crazy de Stars Hollow e acompanhar mais um pouquinho desta história de avó, mãe e filha. Amo!

gilmore girls

Jane the Virgin (Jane the Virgin, 2014 – 3 temporadas)

Jane é uma jovem que trabalha em um hotel e está noiva, ela é adepta do sexo somente após o casamento e é respeitada por seu noivo só que… ela engravida, virgem!

Seria um milagre? Não! Um erro médico acaba por realizar uma inseminação e agora, todas as confusões típicas de um novelão mexicano vão acontecer. Pra dar muita risada e pensar as relações familiares!

jane the virgin

O Começo da Vida, a série (2016)

Se você se emocionou com o documentário O Começo da Vida, vai adorar acompanhar mais algumas histórias que não couberam no filme!

Nesta série, mais entrevistas e pontos de vista de educadores e médicos sobre as famílias e a infância em 9 países do mundo! Recomendo muito!

o começo da vida

Quando a gente diz que a nossa vida “dava um filme” a gente não tá brincando, não! E se não deu filme ainda, com certeza a minha está dando um blog e eu amo assistir e ler tudo deste universo para perceber que eu não tô sozinha nas minhas doideras de mãe! hehehe

Todos estes filmes e séries estão disponíveis na Netflix e quem tiver mais indicações de filmes, completa a lista aí!

Bjs! ;)

Categorias Cinema&Cultura

Power Rangers: sim ou não?

power rangers

Outro dia estava num grupo de mães e a temática da discussão eram os Power Rangers! “Mas, por quê?” você pode se perguntar e se você fez esta pergunta, ou você tem filhos muito pequenos que ainda não sabem o que é (menores de 5 anos) ou muito mais velhos onde você não vê nenhum problema (maiores de 7 anos).

Pois é, hoje eu me encaixo no segundo tipo de mãe, com Pedro aos 9 anos e Cacá aos 7, eu não vejo nenhum mal em deixá-los assistir aos Power Rangers com suas armaduras e robôs espetaculosos.

Mas para chegar até aqui, foi um longo caminho!

E por isso, eu super entendo as mães que estavam neste tópico de discussão sem saber se liberavam o bendito seriado, ou não!

Talvez você se lembre dos Power Rangers, eu mesma sou da geração que cresceu assistindo as mil temporadas dos Rangers e por isso mesmo, eu sempre soube de que tipo de seriado se tratava: heróis no estilo japonês combatendo inimigos tão mal feitos quanto hilários ao estilo Godzila.

power rangers

Cenário incrível #sóquenão…

Mas na minha de época de criança/adolescente eu certamente não via nenhuma “maldade” nos heróis e suas missões. Achava o máximo ter um relógio onde se podia gritar: “hora de morfar!” e você se transformava em alguém com super habilidades envolvida em sagas incríveis com inimigos de outro planeta.

power rangers

HORA DE MORFAR!

Eu com certeza nem notava o “potencial para a violência” que este tipo de seriado poderia despertar ou “gravar” em mim, ainda criança. Eu cresci uma pessoa do bem, da paz, nunca quis ser uma ninja maluca e nem saí aplicando golpes aprendidos no seriado em ninguém!

power rangers

Quem consegue levar a sério esta Rita? hahahaha

Só que daí, eu virei mãe!

Quando o Pedro nasceu, ou quando eu apresentei a TV pra ele pela primeira vez, sempre me preocupei muito com o tipo de conteúdo que ele estava consumindo. Assim, eu observava e pesquisava coisas que fossem próprias para cada fase de vida dele, buscando coisas construtivas, educativas e tudo mais.

Foi assim que ele conheceu o Barney, os Backyardigans, a Vila Sésamo, o Thomas, o Mickey e outros personagens que foram surgindo e não, ele não assistia Power Rangers! Nem ele, nem a Cacá!

Acontece que lá na escola dele, os coleguinhas começaram a falar muito sobre Power Rangers, ele devia ter cerca de 6 ou 7 anos e os amiguinhos só falavam disso! Claro, que ele ficou curioso e queria saber mais sobre os heróis que ele já estava curtindo e brincando na escola.

E agora? Liberar ou não liberar?

Pela classificação indicativa, Power Rangers é uma série para crianças a partir de 10 anos, ou seja, o Pedro aos 7 anos não estava apto para assistir este seriado. Mas se os coleguinhas de escola estavam falando sobre isso (e tem a mesma idade que ele) então, os pais estavam liberando assistir ao bendito seriado, será que eu estava sendo “dura” demais?

Tentei me lembrar de quando eu comecei a assistir Power Rangers e tenho quase certeza que foi por volta de 9 anos mesmo porque, antes disso eu estudava de manhã e quando chegava em casa já tinha perdido todos os desenhos da TV #tristeavidasemNetflix

Ou seja, me baseei no modo como eu mesma cresci e em tudo o que eu já sabia sobre Power Rangers e decidi que não, ele ainda não tinha idade e não iria assistir!

Claro que ele chiou, reclamou, disse que os amigos todos assistiam e que ele já estava sabendo de tudo o que acontecia por causa dos amigos, mas eu me mantive firme na decisão. Eu sei que muitas coisas que eu disser não em casa ele vai acabar por conhecer “na rua”, mas penso que se eu mantiver uma direção ele vai conseguir diferenciar o certo do errado baseado em mim e depois, aprender a tomar as próprias decisões sozinho.

Não é pra isso que “servem” as mães?

Enfim, ele desencanou de me pentelhar pedindo pra assistir Power Rangers, eu expliquei 1 milhão de vezes meus motivos para dizer não até que, no começo deste ano, com todo o burburinho sobre o novo filme de Power Rangers que foi lançado em março, o assunto voltou a tona.

Ele descobriu que tinha Power Rangers na Netflix e me pediu se agora (aos 9 anos) ele já podia assistir. Resolvi sentar para assistir com ele ver “qualé” a da nova versão moderna do seriado que eu assisti na infância.

Tá tudo igual!

Os Power Rangers continuam a ser cinco, nas cores primárias, com relógios para morfar, robôs gigantes, inimigos intergalácticos hilários e lutas tão mal produzidas que parecem feitas por mim no IMovie. Mas assim como eu ficava concentrada e encantada com a série, ele também ficou!

Quis assistir um, depois outro, depois a temporada toda e daí, resolvi que já era hora de deixar ele ver afinal, ele já tem idade suficiente para discernir tudo o que está acontecendo ali, ele morre de rir com os “defeitos” especiais e entende que aquilo tudo é diversão, entretenimento.

Ou seja, a minha parte de proteger o meu filho e ensinar pra ele a diferença entre realidade e ficção foi feita com sucesso, tanto sucesso que eu posso deixá-lo assistir aos seriados sem maiores preocupações.

E a Cacá, onde fica nisto tudo?

Vocês já sabem que o Pedro e a Cacá são grudados, né? Então, normalmente, eles assistem juntos as coisas na TV e assim, quando ela está assistindo seriados de princesas e fadas, ele tá junto e quando ele está assistindo Power Rangers ou Jovens Titãs, ela também está!

Eles tem uma diferença de 2 anos então, Cacá está hoje com a mesma idade que o Pedro tinha quando me pediu para assistir e eu não deixei, então por que ela pode e ele não podia?

Primeiro porque o primeiro filho é o “filho cobaia” mesmo, a gente nega ou permite as coisas pra ele meio que sem saber se é isso mesmo, e no segundo filho a gente já sabe! Pode parecer injusto, mas é a verdade e quem é mãe de mais de um ou simplesmente tem irmãos, sabe que isso é verdade!

Depois porque, a Cacá, justamente por ter o Pedro como irmão mais velho e exemplo, aprendeu muitas coisas mais rápido, amadureceu em algumas coisas com maior facilidade e não tem interesse em Power Rangers. Ou seja, quando ele coloca no programa ela assiste por 5 minutos e sai andando! Não é a dela, sabe?

E por que fazer um post deste tamanho pra falar sobre Power Rangers?

Porque naquele grupo de mães que eu mencionei no começo, “o pau estava comendo” por causa das diferenças de opiniões entre as mães. As questões levantadas foram justamente as mesmas que eu enfrentei: eu decidi que não queria que meu filho assistisse Power Rangers, mas os coleguinhas assistiam o que significava que outros pais permitiam.

As mães do grupo estavam todas alvoroçadas julgando as decisões das outras mães e reclamando sobre como é difícil você decidir uma coisa para o seu filho e ter toda a sociedade para ir contra. E isso não se aplica só nas decisões sobre quais personagens ou músicas você quer que seu filho tenha contato, mas também em outras coisas como o tipo de lanche da lancheira, o tipo de brinquedo, de roupa…

E como lidar?

Eu aprendi que não adianta querer brigar com o mundo para que ele seja como você quer, ou pense como você. O que eu posso fazer como mãe é manter firme as minhas decisões, reavaliar quando for preciso, mostrar aos meus filhos o caminho certo e confiar de que estou fazendo um trabalho bom o suficiente para que eles possam tomar boas decisões lá na frente!

Se você confia que a sua decisão não faz mal para o seu filho e nem para o filho de ninguém, então siga em frente! Mas se você percebe que a sua atitude como mãe, pode prejudicar outras crianças ou está sendo egoísta e levando em consideração apenas o bem estar do seu rebento. Pare e pense!

Somos uma comunidade de mães tentando fazer o melhor para os nossos filhos, nem sempre temos todas as respostas, nem sempre acertamos, mas a vida de mãe pode ficar muito mais fácil se a gente se escuta e se coloca no lugar do outro de vez em quando!

Por aqui, agora tem hora de morfar! E eu estou tranquila com a minha decisão! E por aí?

Bjs! ;)

power rangers

Categorias Cinema&Cultura

Como assistir Netflix sem internet

Desde novembro do ano passado, a Netflix liberou a opção de baixar conteúdo ou seja, agora dá pra assistir Netflix sem internet! \0/

netflix sem internet

Eu já sabia da informação mas, até o começo deste mês não havia percebido realmente como esta nova função pode ser salvadora para nós, pobres mães e pais! rsrsrs

Quem me acompanha também nas redes sociais (segue aí no Instagram @bagagemdemae) viu que no começo deste mês eu encarei uma super roadtrip com as crianças: fomos de SP para o RS de carro!

Claro que, antes de encarar esta aventura (logo mais tem vlog + post contando tudo) eu fiz uma checagem geral de tudo o que eu poderia precisar para as horas longas de viagem e como poderia tornar estas horas mais confortáveis, especialmente para as crianças!

Foi aí que eu me lembrei desta função MARAVILHOSA da Netflix! \0/

Na noite anterior a viagem, baixei mais de 20 conteúdos para o meu IPad e o resultado foi: durante a viagem, as crianças ficaram muito bem instaladas e confortáveis com seus lanchinhos e filminhos e o número de “mãe, já chegou?” diminuiu consideravelmente! Iuhuuuuu!!!

Se você ainda não usou esta função da Netflix, olha aqui um tutorial bem simples pra te ajudar:

1 – A função só está disponível para o aplicativo da Netflix ou seja, no computador, usando o navegador de internet, não há esta opção! Você consegue baixar para o celular tanto com Android ou IOS e para tablets. Depois de acessar a sua conta, entre no menu e encontre “Disponível para Download”

netflix sem internet

2 – Ao clicar nesta opção, vai abrir um catálogo de filmes e séries que estão disponíveis para baixar:

netflix sem internet

3 – Se você escolher baixar uma série, vai precisar entrar episódio por episódio para baixar. Basta clicar na série, e depois, clicar no símbolo para iniciar o download:

netflix sem internet

4 – Conforme você vai baixando, ele vai mostrando o progresso do download ao lado do episódio e numa barra azul no pé da tela. Você pode baixar vários episódios ou filmes de uma vez, tudo depende da sua velocidade de internet:

netflix sem internet

5 – Depois que você terminar de baixar, basta clicar na barra azul para abrir o conteúdo baixado ou, entrar em “Meus downloads”:

netflix sem internet

6 – Se você quiser baixar um filme, é mais simples ainda! Basta procurar em “disponível para download” ou digitar o nome do filme direto na busca e ver se ele tem o símbolo de download para baixar:

netflix sem internet

Os conteúdos baixados ficam disponíveis dentro da sua conta Netflix ou seja, ele não é baixado para o seu aparelho e assim, não ocupa seu espaço de memória!

Enquanto o conteúdo baixado estiver disponível no catálogo Netflix, ele fica disponível na sua aba de “meus downloads”, se você quiser apagar os conteúdos baixados, basta clicar em cima do título baixado, e escolher a opção apagar!

Para 12 horas de viagem, na ida e na volta (com parada de pernoite), foi uma senhora mão na roda! Eu baixei episódios de Bob Esponja, Tartarugas Ninjas, Projeto MC2, Steven Universe e filmes como Tainá, Paddington e Percy Jackson.

Super dica para facilitar a nossa vida nestes casos de viagens de carro ou avião e também, pra não ficar gastando o pacote de internet, né? #soudessas hihihi

Se tiverem mais dúvidas, manda aí que eu tento responder, tá?

Valeu Netflix, eu te amo!! hahahaha

Bjs! ;)

Categorias Cinema&Cultura

Maratona Netflix de Páscoa

Se você não vai viajar neste feriadão e está pensando em fazer do sofá a melhor atividade em família, olha só as minhas sugestões para a sua maratona Netflix de Páscoa!

Com as crianças

The Ultimate Beastmaster Brasil

Pense uma “Olímpiadas do Faustão” muito, mas muuuuito melhorada e com narradores como Anderson Silva, Rafinha Bastos e Terry Crews te fazendo dar muitas risadas!

A série, que é produzida por Sylvester Stallone, acompanha uma competição entre atletas dos mais variados estilos (parkour, escalada, jiujitsu e afins) que representam 6 países (inclusive o Brasil).

Cada episódio tem 1 vencedor e no episódio final, os vencedores se encontram para o último grande desafio que vale 25 mil dólares! As crianças morrem de rir e se inspiram com os desafios e destreza dos atletas, é bem divertido sim!

maratona netflix

SuperGirl

Na mesma série você vai se apaixonar por uma SuperGirl mais humana do que nunca, vai rever a Ally McBeal, o Super Homem da série Lois&Clark e ainda tem crossover com o The Flash!

Adoooro!

maratona netflix

Na sala da Julie

Julie Andrews, também conhecida como “A noviça rebelde” é a professora de teatro de uma turma super especial! As crianças (fantoches no melhor estilo Muppets) estão montando uma peça de teatro e a cada episódio, Julie e convidados especiais ensinam sobre a arte da dramaturgia, a importância das diferenças e muito mais.

Simplesmente uma fofura!

maratona netflix

Steven Universe

Se você nunca parou para assistir este desenho com o seu filho, faça isso já! Steven Universe é uma feliz exceção aos desenhos nonsense que não ensinam nada e não fogem das clássicas histórias com bandidos e mocinhos.

No mundo de Steven, personagens diferentes (literalmente de outras dimensões) demonstram situações do dia a dia bem humanas e como aprendemos a lidar com elas, as vezes errando, as vezes acertando, mas sempre com muito respeito e doçura!

Vai assistir Steven Universe, vai agora!

maratona netflix

As aventuras de Fígaro Pho

Fígaro é um garoto que tem medo de tudo! Para lidar com seus medos, ele usa sua imaginação e muita criatividade para construir máquinas especiais, roteiros e estórias muito loucas!

Eu adoro este tipo de desenho completamente digital e a mensagem do desenho é muito linda!

maratona netflix

Só para os adultos

The Get Down

O nascimento dos MCs nos guetos de New York, o nascimento do hiphop, as performances do break, a poesia do rap, as dificuldades, os preconceitos… tudo isso nesta série linda, divertida e que vai te fazer sair dançando pela sala!

maratona netflix

Black Mirror

Se você achar que algum episódio é a cara da vida real, não se assuste! Black Mirror é uma série que imagina todas as coisas do agora levadas ao extremo num futuro não muito distante.

Para refletir, pirar o cabeção e parar o que você está fazendo agora!

maratona netflix

Punho de Ferro

Eu sou super suspeita para falar de séries de heróis porque eu simplesmente amoooo! Mas ver o Loras Tyrell (de Game of Thrones) ressurgido como um super herói que usa nada além de sua força interior para transformar seus punhos em aço, é demais!!

Quem é fã dos quadrinhos vai encontrar um monte de vacilos da produção, mas quer saber? Eu adoro mesmo assim, entretém é para isso mesmo que serve!

maratona netflix

13 Reasons Why

Se você não esteve na internet neste último mês, talvez não saiba desta grande estréia da Netflix que está sacudindo todas as redes sociais.

13 Reasons Why é inspirada no livro de Jay Asher e conta a história de Hannah, uma adolescente que se suicidou aos 17 anos e deixou para trás 13 fitas cassetes contando seus motivos e porquês.

A série é muito forte, pesada mesmo! Faz você refletir sobre muitas coisas, desde o banal dia a dia e como você interage com as pessoas a sua volta, até questões mais sérias como bullying, depressão, machismo, alcoolismo, drogas e muito mais.

Se você tem um histórico de depressão, não assista!

maratona netflix

Stranger Things

Nem sei se eu deveria indicar esta série aqui porque, só se você mora em Marte é que não ficou sabendo dela no ano passado!

De toda forma, se você tá voltando agora, corre se atualizar porque esta série é demais! Cheia de referências dos anos 80 que vão te fazer mergulhar em pura nostalgia, um elenco de crianças mais fofas impossível e ainda a incrível e amada Winona Ryder ressurgida das cinzas e arrasando!

maratona netflix

E se você vai viajar, de carro ou de avião, não esquece que agora a Netflix tem o recurso de baixar episódios e filmes para que você possa assistir offline.

Para saber o que dá pra baixar, procure no menu “disponíveis para download”, eu usei este recurso em nossa última viagem de carro e foi salvador! Vou fazer um post explicando direitinho como faz para baixar e como funciona, ok?

Boa Páscoa pra vocês e tá liberado encher a cara de chocolate e ser muito feliz!

Bjs! ;)

Categorias Cinema&Cultura

Como transformar sua TV em Smart: guia rápido para mães

Eu estou sempre dando dicas por aqui e pelas minhas redes sociais sobre filmes e séries para assistir na Netflix e, de vez em quando, aparecem perguntas de mães sobre como transformar a TV em smart.

Quer dizer, como assistir a Netflix na TV se a sua TV não é das mais modernas com acesso a internet?

Se você não quer comprar uma tv nova, você pode transformar a sua antiga em smart de 4 maneiras:

1 – Conectando o seu notebook na TV via cabo

2 – Usando a Apple TV

3 – Usando o Chromecast

4 – Usando o XBOX ou o PlayStation

Para que uma destas opções funcionem, a sua TV precisa ter uma saída HDMI, normalmente você encontra esta informação olhando atrás da TV. Todas as alternativas que eu citei acima, utilizam cabos de conexão HDMI, que é isso aqui:

 

saída hdmi

Saída HDMI

Além do HDMI, para todas estas opções você vai precisar de internet wifi, a velocidade da sua internet é que vai dizer se a qualidade da imagem será boa ou ruim!

Depois que você tiver certeza que a sua TV tem uma saída assim, é hora de escolher qual opção é melhor pra você e a sua família!

Vou explicar cada uma delas com valores de investimento e prós e contras, ok?

1 – Conectando o seu notebook

Aqui é a opção mais simples e fácil! Você só vai precisar comprar um cabo de saída HDMI que conecte o notebook na televisão. Depois disso, tudo o que você estiver vendo na tela do seu notebook, estará passando na tela da sua TV.

Isso vale para Netflix, YouTube, filmes rodando em DVD, etc. Os controles ficam no notebook ou seja, para dar pause, escolher legendas e tudo mais, você vai precisar usar o mouse ou teclado do computador.

Prós: investimento baixo! Você só precisa comprar um cabo!

Contra: controles no notebook, manter o notebook conectado na TV (precisa de um espaço pra isso), notebook sem possibilidade de uso para outras coisas durante a exibição na TV.

conectar notebook na tv

2 – Apple TV

A Apple TV é um aparelho que funciona como um centro de entretenimento. Ao conectar o aparelho na sua TV você terá a possibilidade de conectar na sua TV todos os outros aparelhos Apple que você tiver em casa (IPhone, IPad, IMacs, etc) e isso inclui ver as fotos e vídeos, espelhar instantaneamente o que você estiver vendo no celular, acessar a App Store e o ITunes…

A Apple TV também tem aplicativos próprios, como o aplicativo da Netflix, do YouTube e muitos outros. Também existe a possibilidade de alugar filmes diretamente no ITunes pelo mesmo preço que você pagaria no serviço da TV a cabo, a possibilidade de ouvir músicas em aplicativos como o Spotify e baixar jogos feitos para esta plataforma para as crianças brincarem, como joguinhos de Formula1, Rayman e muitos outros.

A Apple TV também tem um controle remoto super moderno que funciona com touch e conecta a sua tv deixando no mesmo lugar a função de ligar/desligar e aumentar/abaixar volume. O controle também tem a função Siri, que é o reconhecimento de voz fazendo com que você não precise digitar o nome de um filme, por exemplo, basta falar.

Prós: é um centro de entretenimento bem completo! O seu design pequenino não ocupa muito espaço para quem tem móveis sob medida para a tv. Ele tem um sistema inteligente de economia de energia e armazenamento de dados.

Contras: é um investimento mais caro! Você encontra as versões mais antigas a partir de R$ 380,00 e a mais nova (que tem o controle touch e reconhecimento de voz) a partir de R$ 1200,00.

apple tv

Foto: engadget.com.br

apple tv

Foto: techtudo.com.br

3 – Chromecast

É a opção do Google para transformar as antigas TVs em TVs smart! O aparelho pequenininho que parece um pen drive também é conectado na TV via saída HDMI porém, todas as função estarão no seu celular ou tablet.

Para usar o Chromecast você precisa baixar o aplicativo e então espelhar as funções na TV, parece trabalhoso mas é bem simples na realidade!

No aplicativo do Chromecast você também encontra a Netflix, o YouTube, o Spotify e muitos outros criados exclusivamente para esta plataforma.

Prós: é uma opção barata! Você encontra o Chromecast com preços a partir de R$ 170,00

Contra: você precisa baixar o aplicativo no seu celular e controlar tudo por lá, o que pode monopolizar o celular!

chromecast

Foto: Google divulgação

chromecast

Foto: Google divulgação

4 – XBOX One ou PlayStation

Se na sua casa vocês também adoram jogar videogame, saiba que os consoles mais modernos como XBOX e PlayStation também podem transformar a sua TV em smart.

Conectados via HDMI cada um deles possui aplicativos e interfaces diferenciadas sendo que para o XBOX, você também conta com entrada USB (pendrive e HD externo) e nos dois, a possibilidade de usá-los para rodar filmes em DVD BluRay.

Ou seja, se o seu filho está pedindo um videogame faz tempo e você nunca viu muito motivo para comprar um “troço” tão caro ou, se você gosta de jogar, pode ser uma boa idéia de investimento em entretenimento para a família!

Prós: além dos aplicativos, Netflix, YouTube, acesso ás redes sociais e ao Internet Explorer, possibilidade imensa de jogos tanto gratuitos como online e em cds, também pode funcionar como seu leitor de filmes DVD BluRay inclusive conectado ao seu home theater.

Contras: é um investimento mais caro! O XBOX One sai a partir de R$ 1.200,00 e o PlayStation 4 a partir de R$ 1.500,00. Além disso, você vai precisar usar os controles do videogame para acessar os menus dos aplicativos e o da TV para controles de ligar/desligar e aumentar/abaixar volume. Ou seja, você vai precisar de 2 controles.

Console do PlayStation4

xbox one console

Console do XBOX

Aqui em casa nós temos a Apple TV na TV da sala e o XBOX na TV que fica na brinquedoteca. Como lá é onde as crianças brincam, jogam videogame e assistem seus filminhos, achei melhor deixar o XBOX lá e na sala, fico com a Apple TV que é onde eu assisto as minhas séries da Netflix, faço minhas sessões de Yoga, espelho conteúdos do celular…

É sempre bom lembrar que o investimento necessário para transformar a sua TV em smart não diz respeito somente a comprar o equipamento (ou cabo). Para acessar o conteúdo da Netflix (por exemplo) você precisa ser assinante do serviço (que começa em R$ 29,90 por mês e tem o seu primeiro mês gratuito) ou, comprar os filmes disponíveis nos catálogos do ITunes ou Google Play.

Conteúdo gratuito mesmo você só vai encontrar usando o YouTube ou, se alguma das plataformas estiver oferecendo degustações ou experiências gratuitas!

Eu não cogitei comprar uma tv nova nem pra sala e nem pra brinquedoteca porque #soudessas que pensa que se o que eu tenho ainda funciona, pra quê gastar dinheiro comprando outra? Mas se a sua tv já está “capenguinha” as TVs smart não estão mais tão caras como estavam há uns 5 anos atrás e algumas destas ferramentas (como a Apple TV ou os videogames, por exemplo) estão saindo no mesmo preço de uma TV nova!

Então, na hora de escolher o que é melhor para a sua família, pense no conforto de vocês e também na economia! Se tiverem mais dúvidas sobre os aparelhos, pode mandar que eu respondo, tá?

#ficadica

Bjs! ;)

tv smart

Categorias Cinema&Cultura

Por que assistir ao novo A Bela e a Fera?

Se você, assim como eu, cresceu nos anos 90 certamente foi influenciada pela Disney e sua magia de príncipes, princesas, fadas e tudo mais, certo?

Com certeza, se você foi uma criança dos anos 90 que teve a influência Disney na sua vida, que teve acesso aos filmes, livros, brinquedos, etc. você também tinha uma princesa preferida, uma princesa que era a “sua princesa”, certo?

Bom, a “minha princesa” sempre foi a Bela! Ela era a princesa que mais se “parecia” comigo, a princesa que não era loira dos olhos azuis, a princesa que vivia enfiada nos livros e fugindo para o mundo da imaginação, a princesa que todas as outras pessoas tiravam sarro e faziam bullying, a princesa que sempre tinha um mala no pé e por não se interessar por ele, passava por arrogante…

A Bela era como um “alter ego” para mim, uma menina de 8/9 anos que estava justamente na época em que precisava de identificação, de influências positivas na vida, sabe como é?

Enfim, eu cresci e sempre tive a Bela no meu coração então, quando eu descobri que estavam filmando um live action do meu desenho Disney predileto e ainda por cima que a Bela seria a Hermione, eu tinha certeza que eu PRECISAVA ver este filme!

a bela e a fera filme

Eu só não sabia ainda, que seria tão especial vê-lo ao lado da minha filha, que tem agora a mesma idade que eu tinha quando conheci a Bela!

A Cacá nunca assistiu o desenho original de 1991, fomos ao cinema ver o live action e ela teve contato com a história pela primeira vez. Foi muito emocionante vê-la se encantar com as mesmas coisas que eu eu, rir das mesmas piadas, cantar as mesmas músicas…

Foi como se eu pudesse ter levado ela para o passado para “me visitar” quando era criança, meio confuso, eu sei! Mas a minha identificação com a Bela é tanta que é assim que eu me sinto e é claro, não consegui segurar as lágrimas logo na primeira canção!

Antes de ir, tinha visto alguns trailers e lido algumas críticas e comentários, a própria Disney convidou a gente para a pré-estréia mas, eu preferi esperar pelo dia perfeito para ir com a minha pequena, e foi demais!

As canções estão iguaizinhas as do filme original, Emma Watson (Hermione) arrasa como a Bela, os móveis, castiçais, piano, xícaras e bules do castelo estão incríveis e as cenas de dança e cantoria conseguiram ser fiéis de uma maneira que eu jamais imaginei que eles conseguiriam fazer, mas fizeram!

E a classificação etária?

Então, algumas pessoas me disseram que estava com classificação etária de 10 anos, aqui no cinema que eu fui estava como Livre e de toda forma, é um filme Disney ou seja, as cenas de lutas entre a Fera e o Gastón são tão “violentas” #sóquenão como seriam em qualquer outro filme Disney para crianças, nada demais!

E a cena gay?

Sinceramente? Cadê a cena gay? Não vi nenhuma! Eu vi uma personagem super carismática que tem um amor platônico pelo vilão do filme e que por ser uma alma boa, no final do filme curte a festa com a galera! E posso garantir que é exatamente isso que o seu filho/a também vai ver!

A maldade está na cabeça dos adultos preconceituosos e eu fiquei mega feliz com a coragem da Disney em deixar a personagem ser o que é, sem medo!

lefou

Saímos do cinema, eu e Cacá, encantadas com o filme e o diálogo mais arrebatador deste dia não foi uma conversa da Bela e a Fera, foi uma conversa de mãe e filha:

– Amei o filme, mãe!

– Eu também, filha!

– Mas eu queria que a Fera ficasse Fera mesmo, era muito mais fofinho!

– Foi exatamente o que eu disse quando assisti pela primeira vez, filha! <3

novo a bela e a fera

“Sentimentos são…”

Categorias Cinema&Cultura

Exposição Frida e Eu

Nós amamos exposições e somos todos apaixonados por Frida Kahlo! Daí, fiquei mega feliz quando fiquei sabendo da exposição Frida e Eu que acabou de chegar a São Paulo!

Você não vai encontrar por lá obras da artista, mas a proposta da exposição é envolver as crianças nos processos criativos da Frida e na sua história de vida!

Com instalações que convidam as crianças a tocar, mexer, interagir, escutar e perguntar muito, eles podem experimentar pintar deitados e olhando no espelho, como a Frida fazia quando estava no hospital…

exposição frida e eu

sentar em cadeiras malucas e ver raio x de seus ossos, uma rotina na vida da Frida! Descansar um pouco na “varanda” com macacos, pássaros e natureza da Casa Azul! Montar um esqueleto gigante no estilo Katrina Mexicana, tão importante e tão presente nas obras da artista…

exposição frida e eu

saber como era a vida pessoal da artista montando a sua árvore genealógica, ouvindo sua história em cabines telefônicas ou se vendo em espelhos em tamanho real de Frida e Diego.

Quem ama os autorretratos da Frida, também pode entrar na cabine e montar o fundo, colocar os acessórios e fotografar-se como Frida!

exposição frida e eu

Além das instalações super interativas, ainda acontecem oficinas para as crianças onde elas podem criar pulseiras e tiaras com as flores da Frida, pintar autorretratos ou criar diários cheios de detalhes!

A exposição está muito bacana e vale muito a pena levar as crianças! Não é muito grande e por isso mesmo, não é muito cansativa!

Para que todos possam curtir todas as instalações com calma e sem lotação, a entrada é liberada em sessões de 1 em 1 hora mas, não desanime!

A exposição está acontecendo no Unibes Cultural, que oferece um espaço bem gostoso para você esperar a sua vez! Com exposições fotográficas, lanchonete, praça e aos finais de semana, um bazar bem bacana de produtos artesanais.

Serviço

Exposição Frida e Eu – Unibes Cultural

De 11/03 até 30/06

Rua Oscar Freire, 2500 – Sumaré (do lado do metrô)

Segundas-feiras: Gratuito

Terça a sexta: R$ 24,00 (inteira) e R$ 12,00 (meia)

Sábados R$ 30,00

Aos domingos não abre!

Horário: das 10h30 ás 19h30

As oficinas acontecem aos sábados das 15h ás 16h

O espaço é super acessível e dá para ir com carrinho de bebê!

Para maiores informações, acesse o site oficial da Unibes clicando AQUI

exposição frida e eu

Fica aí a nossa super dica de passeio com as crianças pela capital, vai lá!

Bjs ;)

Categorias Cinema&Cultura

13 Filmes para inspirar meninas empoderadas

Eu queria fazer um post especial para este Dia das Mulheres, mas eu tenho tanta coisa a falar sobre o assunto e não me sinto confortável para dissertar com argumentos históricos ou políticos.

Não é que eles me faltem, é que o assunto é pra mim tão sério, tão importante, de tanto valor, que me sentiria leviana ao tratá-lo de qualquer maneira, sabe?

Pensei bastante e decidi falar sobre ele de forma talvez mais didática e em ambiente que eu amo e me sinto confortável: o cinema!

Aqui em casa, como mãe de menino e de menina, eu sempre procuro encontrar o equilíbrio nos conteúdos audiovisuais que os meus filhos consomem. Quer dizer, é indiscutível que existem muito mais conteúdos para TV/Cinema com protagonistas heróis do gênero masculino do que femininos, e o meu jeito de “combater” isso é sempre oferecer de tudo para os dois!

Por aqui não tem essa de “filme de menina” e “filme de menino”, Pedro e Cacá sempre assistem tudo juntos, curtem tudo juntos e sim, ele assiste filmes, peças de teatro, séries e desenhos de princesas assim como ela o acompanha nas sessões de filmes com heróis, karatê, carros e afins.

Agora que está maiorzinho, ele de vez em quando dá uma “zuadinha básica” nos filmes e heroínas da irmã, mas ele faz isso mais para provocar ela (o que é normal na vida de irmãos) do que por qualquer implicação com a personagem em si. Ufa!

Daí, ontem a noite comecei a pesquisar nos serviços de streaming, youtube e tv a cabo os filmes que tinham protagonistas femininas que fossem mulheres/meninas fontes de inspiração para nossas meninas.

Os meus critérios eram que elas não tivessem muitos “poderes sobrenaturais”, que não fossem “somente princesas”, que tivessem uma profissão, um sonho, um desejo, que fizessem algo para mudar suas realidades, que pudessem mostrar para as meninas que sim, elas podem sonhar, lutar e transformar o mundo!

Fiquei super chateada quando em mais de 1000 filmes disponíveis só consegui encontrar 8 que atendessem aos meus critérios!

Quer dizer, o que é que acontece no mundo da indústria cinematográfica que é tão difícil de criar personagens femininas, apropriadas para meninas/crianças, e que sejam empoderadas e inspiradoras?

Eu sei que existem milhões de histórias de mulheres incríveis, que são verdadeiras heroínas sem super poderes, que mereciam versões em desenhos, mereciam ter suas histórias contadas para as nossas meninas.

Ou será que nenhum roteirista pode imaginar versões femininas de Vingadores, Harry Potter, Batman, astronautas, cientistas e tantos outros personagens que vemos surgir todos os dias?

Eu amo cinema, amo filmes, amo super heróis e amaria ainda mais me sentir representada e inspirada por personagens que tenham a ver comigo, que eu possa mostrar para a minha filha com orgulho, sabe?

 

Bom, depois de toda esta decepção cinematográfica eu quase abandonei a idéia do post, mas resolvi rever os meus critérios e refazer a pesquisa.

Encontrei 13 filmes para inspirar meninas empoderadas que mostram princesas, trabalhadoras, atletas, militantes, guerreiras e mães. Ou seja, tudo o que todas nós somos, no nosso dia a dia!

1 – Valente (2012)

Merida é uma princesa sim, mas ela é fora do comum! Não deseja pra ela uma vida de princesa, ela ama ser guerreira, correr com seu cavalo e atirar suas flechas. Não tem nenhum interesse em se casar e arruma briga com sua própria mãe para fazer valer a sua essência.

Eu amo a mensagem explícita do filme, que é a da princesa que não quer ser princesa e nem precisa de nenhum príncipe para conseguir realizar seus desejos e amo mais ainda a mensagem secundária do filme.

Apesar das opiniões divergentes de mãe e filha, elas percebem que amar e oferecer suporte uma a outra é mais importante! É o conceito de respeito e sororidade sendo construído em casa!

filmes feministas infantis

2 – Pocahontas (1995)

A princesa índia guerreira é destemida e luta com desconhecidos e suas novas armas para garantir a sobrevivência de seu povo, suas crenças, seus valores e seu modo de vida.

Precisa dizer mais alguma coisa?

pocahontas

3 – A Princesa e o Sapo (2009)

Tiana é uma princesa que não é uma princesa, quer dizer, nesta história de princesas Disney não existem princesas! Não no conceito social de realeza, já que nem Tiana e nem sua amiga Charlotte são membros de alguma família real.

Mesmo assim, as duas são princesas! De suas famílias, de seus destinos e apesar de viverem em condições sociais diferentes, são amigas de verdade e se respeitam desde sempre. Além disso, Tiana é uma trabalhadora que luta para conquistar seu sonho e faz de seu preguiçoso príncipe um lutador também!

Tiana rocks e eu amo!

a princesa e o sapo

4 – Mulan (1998)

Mulan não é princesa, ela é guerreira! Para salvar a vida de seu doente pai, ela se veste de homem e assume seu lugar no exército onde antes de lutar contra os inimigos de sua nação, ela precisará lutar com um inimigo muito pior: o machismo!

Uma princesa que usa calças, que não está nem aí para o que os outros dizem dela e que é mais corajosa do que muito príncipe por aí, com certeza vale a pena apresentar para as meninas!

mulan

5 – Zootopia (2016)

Judy é uma coelhinha que vive numa fazenda junto com seus pais e seus vááááários irmãos. Ao contrário de todos os membros de sua família, que se tornam fazendeiros, ela tem o sonho de se mudar para a cidade grande e se tornar policial!

Com muita coragem, insistência e persistência ela vai passar por cima das opiniões, olhares tortos e risadinhas alheias e descobrir uma grande conspiração, prender um grande bandido e ganhar o respeito de todo o departamento de polícia.

zootopia

6 – Frozen (2014)

Apesar de ser um filme de princesas com príncipes, coroas e tudo mais, gosto de Frozen porque a mensagem do “amor verdadeiro” e do “não se case com o primeiro cara” são bem fortes e marcantes!

A gente deixa passar tanto lérigou, vai!

ana e elsa

7 – Alice no País das Maravilhas (2010)

Eu sou apaixonada pela história original, inclusive se vocês acharem o primeiro filme original, apresentem para as meninas também!

Alice é uma menina diferente, com sonhos, desejos e aspirações muito inconvenientes para as “mocinhas de sua idade e sociedade”. Mesmo cheia de dúvidas, ela enfrenta seus medos e desafia autoridades sem fundamento.

Alice com certeza é uma inspiração!

alice

8 – Malévola (2014)

Eu amo esta versão da história da Bela Adormecida! Ao invés do foco na pobre princesa amaldiçoada por uma MULHER ruim e invejosa que a coloca pra dormir, e assim ela permanece a espera de um HOMEM para lhe salvar, a nova versão nos oferece outro ponto de vista!

Conhecemos s história de Malévola, a fada que se tornou má depois de ser traída, a mãe adotiva que protege, educa e ama a pequena princesa, e o amor verdadeiro que não está restrito ao amor romântico, e que pode quebrar qualquer feitiço e remover montanhas!

malevola

9 – Moana (2017)

A mais nova “princesa” Disney é uma garota corajosa, inteligente, senhora de seu destino que encara qualquer desafio sem pestanejar e sem perder a doçura (quando não for necessário!).

Vale muito a pena!

moana

10 – Cada um na sua Casa (2015)

Todos os humanos foram presos e enganados por alienígenas meio tapados, menos Tip! Uma adolescente inteligente que vive com sua mãe e que vai fazer de tudo para salvá-la, inclusive passar por cima de seus próprios preconceitos, mágoas e rancores reconhecendo um amigo em um inimigo!

cada um na sua casa

11 – Gabby Douglas – Uma História de Vida (2016)

Este filme baseado na história real da primeira ginasta negra americana a ganhar 2 medalhas de ouro nas olimpíadas, com certeza vai inspirar muitas meninas a persistirem!

gabby douglas

12 – Malala (2015)

Uma menina comum que só queria uma coisa: ir para a escola! A história real da vida e das lutas de Malala é uma inspiração para toda a humanidade!

malala

13 – Lillo e Stitch (2001)

Deixei este filme no final porque ele é pra mim o filme mais “feminista” da Disney! Além de não ser uma história típica de princesas e príncipes, tem uma quantidade impressionante de personagens femininas das mais diversas raças, etnias, tamanhos, cores, gostos, posições sociais, religiões…

Além disso, Lillo é criada pela irmã Nani que além de dar duro para ainda ser uma mulher jovem com interesses de sua idade, se desdobra para ser a mãe de uma pequenina rebelde que aprende com o carinho, amor e aceitação de sua irmã a crescer com segurança emocional.

Lillo e Nani representam milhões de famílias não convencionais que estão na batalha todos os dias, não há vilões nesta história, há apenas a vida real com suas doçuras e amarguras, erros e acertos. Melhor filme infantil de todos os tempos!

lillo e stitch

Você pode até fazer parte do time de mulheres/pessoas que acha este papo de feminismo uma chatice, que acha uma pentelhação a gente falar tanto sobre os desenhos, filmes, princesas… Que acha ruim toda esta análise de tudo e como parece que a gente sempre “acha um motivo pra reclamar” mas sabe, se você mulher parar para pensar um pouquinho, toda esta “chatice” é extremamente necessária!

Eu tenho certeza que você também tem medo de sair sozinha á noite, que você também pensa duas vezes na roupa que vai vestir por causa do que os outros podem pensar de você, que você também olha torto pra uma amiga com um comportamento “fora do padrão” e que, com certeza, você já sofreu algum tipo de abuso, seja ele uma “simples” cantada na rua ou uma coisa mais séria.

Nenhuma mulher está imune e isto é a minha preocupação e tristeza como mãe de menina! Estatisticamente no Brasil, é entre 9/10 anos que uma mulher sofre seu primeiro abuso por ser mulher, é nesta fase da vida que ela toma consciência de que por ser mulher, não pode usar a roupa X, ir para o lugar Y, sonhar em ser isso ou aquilo, apenas POR SER MULHER!

Este com certeza não é o mundo que eu quero deixar para a minha filha e por isso, como mãe de um menino, eu faço o meu melhor para ensinar a ele a necessidade social da igualdade e a necessidade humana das diferenças!

 

Desmerecer a luta alheia não torna a sua mais forte, e o começo para acabar com qualquer machismo é começarmos a nos unir como mulheres, como uma rede de apoio de verdade!

Para a Cacá, além de todos os valores morais que eu tento passar exatamente iguais aos que passo para o Pedro, ainda há a necessidade de dizer para ela todos os dias que sim, ela pode ser quem ela quiser! Que por mais que o mundo lhe diga o contrário, por ser mulher, ela não é mais nem menos do que ninguém!

Que as nossas lutas de hoje possam garantir um futuro melhor para as nossas meninas! ;)

#girlpower

Categorias Cinema&Cultura

Maratona Netflix de Carnaval #carnasofá

Fevereiro chegando ao fim, Carnaval já a todo vapor pelos blocos de rua, vizinhos com a música alta, galera com planos de pegar uma praia e eu aqui, considerando muito seriamente uma maratona Netflix de Carnaval!

Se você também é do bloco #CarnaSofá  vem comigo que eu separei 6 séries que valem a pena maratonar nestes dias em que está liberado se esconder em casa, sem culpa!

Para os pais:

The Crown

A história da rainha Elisabeth da Inglaterra contada sob o ponto de vista da intimidade da vida de realeza. Uma série linda, muito bem feita, com atuações incríveis e que nos faz entender algumas coisas da nossa sociedade atual.

Vale muito a pena!

the crown netflix

Designated Survivor

Se você curtia 24 Horas, do incrível Agente Bauer, vai adorar ver o próprio agora como presidente dos Estados Unidos!

O cenário é o seguinte, um incrível ataque terrorista matou todos os políticos do país deixando apenas um funcionário do baixo escalão na linha sucessória para assumir o país pós ataque. Pra quem curte conspirações, é um prato cheio e o final da temporada acaba com um cliffhanger de matar do coração!

designated survivor netflix

The OA

Se você curte séries que piram a cabeça, que exploram o sobrenatural e coisas muito nonsense, The OA é pra você!

Tudo começa quando Prairie, uma garota cega e com algumas perturbações mentais, retorna depois de 7 anos sumida, enxergando! Todo mundo quer entender onde ela esteve durante todo este tempo e como foi que conseguiu enxergar mas, ela só vai contar sua história para um grupo improvável de pessoas que ela mesmo selecionou!

Eu adorei!

the oa netflix

Para assistir com as crianças:

Desventuras em Série

Pra quem curtiu muito os livros de Lemony Snicket e não se deu por satisfeito com o curto filme que teve Jim Carrey no papel de Conde Olaf, vai adorar revisitar esta história, agora muito fiel aos livros!

Os órfãos Baudelaire precisam ser corajosos e inteligentes para se livrarem das armadilhas do Conde Olaf que tenta de toda maneira ser o tutor delas e colocar as mãos em sua fortuna! Neil Patrick Harris faz o vilão, as crianças estão incríveis e a fotografia e cenários da série são lindas!

Duvido você assistir e depois não sair cantando: “é melhor não olhar, é melhor não olhar…”

desventuras em série netflix

 

Caçadores de Trolls

Criada por Guillermo del Toro (de Labirinto do Fauno, A Colina Escarlate e outros), a série mostra as aventuras de Jim, um garoto de 15 anos que sem querer acaba se tornando um caçador de trolls do mau e protetor dos trolls do bem.

E ele precisa fazer tudo isso sem deixar de comparecer ás aulas na escola, fazer o dever de casa, ajudar a sua mãe e cuidar de sua família. Achei bem bacana!

caçadores de trolls netflix

Cosmos – Uma Odisséia no Espaço

Libere o nerd que existe em você e prepare-se para uma viagem incrível! Em Cosmos, o astrofísico Neil DeGrasse Tyson nos leva por uma viagem através do espaço e do tempo mostrando o por quê de cada uma das coisas que existem!

Sim, somos todos poeira de estrelas! Somos menores do que um grão de areia diante da imensidão do universo e estamos todos conectados! Simplesmente incrível!

A quantidade de “uaus!” e de brilho nos olhinhos das crianças vão fazer você suspirar de alegria e ouvir os tricks e trecks das cacholinhas funcionando! Amo amo amo!

cosmos serie netflix

Pronto! Agora basta preparar o abadá do carnasofá: pijama + almofadas + pipoca! Quem também é adepto deste bloco?? hehehe

Bjs!

#StreamTeam #PartiuNetflix