Categorias Receitas

Pode colocar achocolatado na mamadeira do bebê?

achocolatado na mamadeira

imagem: weheartit

Antes de responder esta pergunta, vamos a algumas considerações…

Até os seis meses de vida, os bebês devem ser alimentados exclusivamente com leite materno, a partir dos 6 meses é que a introdução de alimentos deve começar, mantendo o aleitamento materno. Aqui no blog você encontra muitas dicas sobre introdução alimentar, clica neste link AQUI.

Se você está pensando no desmame e quer tirar o bebê do peito para a mamadeira, saiba que o ideal é passar do peito direto para o copinho. Fazendo isso você evita 2 coisas:

  1. Problemas ortodônticos, da fala e risco de obesidade que o uso da mamadeira pode causar .
  2. Ter que passar pela fase de “tirar” a mamadeira da vida da criança.

Na teoria, sabemos que isto tudo aí é o ideal, mas na prática nem sempre é o que acontece! Aqui em casa aconteceu assim: o Pedro nasceu prematuro e precisou ficar internado na UTI. Durante o dia eu amamentava, depois corria pra ordenha pra tirar leite para as mamadas da madrugada. Mas tive muita dificuldade neste começo da amamentação e quase não saia leite, então o hospital complementava a amamentação com fórmula infantil na mamadeira.

Quando finalmente viemos pra casa, tentei por 2 meses alimentá-lo exclusivamente com leite materno, mas ele não estava ganhando peso e o pediatra achou melhor não arriscar e decidimos entrar com a complementação de novo. Eu amamentei o Pedro até os 6 meses de vida (quando ele passou a rejeitar o peito e me fez chorar por 1 semana me sentindo a pior mãe do mundo), sempre complementando com a fórmula infantil na mamadeira. Você pode conhecer toda a minha história de amamentação com bicos invertidos AQUI.

A fórmula infantil normalmente é indicada pelo pediatra. Entre os muitos tipos existentes no mercado, é comum o médico indicar aquela que apresentou maior êxito com o maior número de mini-pacientes – ou seja, ele vai indicar aquela que garantiu um ganho de peso adequado sem reações alérgicas ou intestinais para os bebês.

Então, para responder a pergunta acima, primeiro precisamos entender que tipo de “leite” o seu filho está tomando e em qual fase da vida ele está!

As fórmulas infantis são o tipo de “leite” mais indicado para bebês até 12 meses, isso porque são produzidas com todos os nutrientes, vitaminas, minerais, ferro, cálcio e tudo mais que o bebê precisa para crescer e se desenvolver de forma sadia. A maior parte delas está livre de açúcar e gorduras e são formuladas de maneira a minimizar os riscos de alergias alimentares.

Se você já teve a oportunidade de experimentar uma destas fórmulas deve ter percebido que elas tem um sabor muito similar ao do leite materno (adocicado) e, por isso, não há necessidade de acrescentar mais nada. Aliás, ao acrescentar achocolatado, farinhas ou água em excesso você pode estragar a fórmula. Isto porque ela foi testada e aprovada com aquela quantidade indicada na embalagem de água, ao não respeitar estes valores você não terá a garantia de que seu bebê está ingerindo tudo de bom que a fórmula possui.

A Sociedade Brasileira de Pediatria recomenda que, bebês antes de 12 meses não ingiram o leite de vaca. Ele é mais gorduroso, pobre em vitaminas e pode desencadear alergias alimentares. Se o seu bebê já tem 12 meses e você quer trocar a fórmula infantil pelo leite de vaca, preste atenção:

  • A quantidade de leite de vaca ingerida pela criança não deve ultrapassar os 700ml por dia;
  • Evite acrescentar achocolatado ou qualquer outro tipo de mistura que contenha açucar no leite da criança. O ideal é que ela só tenha contato com estes alimentos a partir dos 24 meses e de forma moderada;
  • Se a sua criança não toma o leite de vaca puro e você precisa acrescentar o achocolatado, ele não pode passar de 1 colher pequena por copo.

Pode parecer chatice falando assim mas os hábitos alimentares adquiridos na infância se refletem por toda a vida. Ensinar as crianças a comer direito e fazer escolhas conscientes é nosso dever também. A obesidade é uma doença perigosa que pode trazer diabetes, hipertensão e mais uma porção de coisas que irão privar as nossos filhos de uma vida plena e feliz.

*No Brasil, 15% da população obesa é de crianças, 3 milhões destas crianças têm menos de 10 anos e o sudeste tem o pior número do país, concentrando 12% destas crianças. É alarmante!

O Pedro tomou mamadeira com fórmula até os 2 anos. A partir desta idade, passei a oferecer a mamadeira com leite de vaca acrescentado de achocolatado e só consegui “tirar”o hábito da mamadeira quando ele já estava com 5 anos! Contei esta história toda AQUI.

A Catarina mamou no peito sem complementação até os 10 meses de vida. Depois também foi para a mamadeira com fórmula até os 2 anos e depois, leite de vaca com achocolatado. Com a Cacá consegui tirar a mamadeira antes, pois ela entrou na onda do irmão e largou ao mesmo tempo que ele, aos 3 anos.

Não é fácil tirar a mamadeira da vida deles. Ela acaba se tornando uma substituta do peito da mãe, é ela que acalma, que faz dormir etc. e eu sei que no meio de tantas tarefas e coisas para se preocupar, às vezes, a única coisa que queremos é praticidade e isso a mamadeira traz mas, eu me arrependo de ter permitido por tanto tempo, tive dificuldade para sumir com elas daqui e o Pedro ficou com os dentes tortos e a fala prejudicada :(

Portanto, para responder de forma simplista a pergunta lá de cima: não, não pode! A não ser que o seu bebê já tenha mais de 12 meses e esteja tomando o leite de vaca!

E aproveitando que estamos falando de leite de vaca e fórmulas infantis, é bom saber que, a fórmula infantil não é a mesma coisa que o leite integral em pó. Se estiver escrito na embalagem “leite em pó integral”, é leite de vaca em pó, só isso! Eu sei que as fórmulas infantis são mais caras e na hora da compra do mês, faz a gente parar na prateleira e pensar: por que pagar 2x o preço do “leite em pó” só porque o pediatra disse que é bom?

Mas a questão é justamente esta, leite em pó é diferente de fórmula infantil, é bom saber direitinho o que a gente tá comprando, né?

#ficadica

Bjs ;)

*Fonte: Dados do IBGE e Sociedade Brasileira de Endocrinologia

Consulta: Site da Sociedade Brasileira de Pediatria, setor de nutrologia pediátrica

Deixe seu comentário

Comentários

2 comentários via blog

  1. Ana Paula Corrêa Trindade comentou em

    Oi… Tenho dois filhos o meu primeiro foi facil desmame tinha 1ano e 3meses ele deixou por conta… Já minha filha ta muito difícil ela só dormir mamando já na sei mas o q fazer

  2. Zaninha comentou em

    Minha bebe não quer mais mamar desde os 4 meses, ela tem 7 agora e mama muito pouco, ela não pegou peito desde que nasceu, então é só fórmula, mas é 90ml quando muito 120ml, ela come bem adora papinhas salgadas e frutinhas, mas quando chega a hora de mamar… é um tormento, já tentei de tudo, mudei de leite, tentei misturar Mucilon nada adianta. Não sei o que fazer, acho que ela vai desmamar cedo
    :(