Categorias Cinema&Cultura

13 Filmes para inspirar meninas empoderadas

Eu queria fazer um post especial para este Dia das Mulheres, mas eu tenho tanta coisa a falar sobre o assunto e não me sinto confortável para dissertar com argumentos históricos ou políticos.

Não é que eles me faltem, é que o assunto é pra mim tão sério, tão importante, de tanto valor, que me sentiria leviana ao tratá-lo de qualquer maneira, sabe?

Pensei bastante e decidi falar sobre ele de forma talvez mais didática e em ambiente que eu amo e me sinto confortável: o cinema!

Aqui em casa, como mãe de menino e de menina, eu sempre procuro encontrar o equilíbrio nos conteúdos audiovisuais que os meus filhos consomem. Quer dizer, é indiscutível que existem muito mais conteúdos para TV/Cinema com protagonistas heróis do gênero masculino do que femininos, e o meu jeito de “combater” isso é sempre oferecer de tudo para os dois!

Por aqui não tem essa de “filme de menina” e “filme de menino”, Pedro e Cacá sempre assistem tudo juntos, curtem tudo juntos e sim, ele assiste filmes, peças de teatro, séries e desenhos de princesas assim como ela o acompanha nas sessões de filmes com heróis, karatê, carros e afins.

Agora que está maiorzinho, ele de vez em quando dá uma “zuadinha básica” nos filmes e heroínas da irmã, mas ele faz isso mais para provocar ela (o que é normal na vida de irmãos) do que por qualquer implicação com a personagem em si. Ufa!

Daí, ontem a noite comecei a pesquisar nos serviços de streaming, youtube e tv a cabo os filmes que tinham protagonistas femininas que fossem mulheres/meninas fontes de inspiração para nossas meninas.

Os meus critérios eram que elas não tivessem muitos “poderes sobrenaturais”, que não fossem “somente princesas”, que tivessem uma profissão, um sonho, um desejo, que fizessem algo para mudar suas realidades, que pudessem mostrar para as meninas que sim, elas podem sonhar, lutar e transformar o mundo!

Fiquei super chateada quando em mais de 1000 filmes disponíveis só consegui encontrar 8 que atendessem aos meus critérios!

Quer dizer, o que é que acontece no mundo da indústria cinematográfica que é tão difícil de criar personagens femininas, apropriadas para meninas/crianças, e que sejam empoderadas e inspiradoras?

Eu sei que existem milhões de histórias de mulheres incríveis, que são verdadeiras heroínas sem super poderes, que mereciam versões em desenhos, mereciam ter suas histórias contadas para as nossas meninas.

Ou será que nenhum roteirista pode imaginar versões femininas de Vingadores, Harry Potter, Batman, astronautas, cientistas e tantos outros personagens que vemos surgir todos os dias?

Eu amo cinema, amo filmes, amo super heróis e amaria ainda mais me sentir representada e inspirada por personagens que tenham a ver comigo, que eu possa mostrar para a minha filha com orgulho, sabe?

 

Bom, depois de toda esta decepção cinematográfica eu quase abandonei a idéia do post, mas resolvi rever os meus critérios e refazer a pesquisa.

Encontrei 13 filmes para inspirar meninas empoderadas que mostram princesas, trabalhadoras, atletas, militantes, guerreiras e mães. Ou seja, tudo o que todas nós somos, no nosso dia a dia!

1 – Valente (2012)

Merida é uma princesa sim, mas ela é fora do comum! Não deseja pra ela uma vida de princesa, ela ama ser guerreira, correr com seu cavalo e atirar suas flechas. Não tem nenhum interesse em se casar e arruma briga com sua própria mãe para fazer valer a sua essência.

Eu amo a mensagem explícita do filme, que é a da princesa que não quer ser princesa e nem precisa de nenhum príncipe para conseguir realizar seus desejos e amo mais ainda a mensagem secundária do filme.

Apesar das opiniões divergentes de mãe e filha, elas percebem que amar e oferecer suporte uma a outra é mais importante! É o conceito de respeito e sororidade sendo construído em casa!

filmes feministas infantis

2 – Pocahontas (1995)

A princesa índia guerreira é destemida e luta com desconhecidos e suas novas armas para garantir a sobrevivência de seu povo, suas crenças, seus valores e seu modo de vida.

Precisa dizer mais alguma coisa?

pocahontas

3 – A Princesa e o Sapo (2009)

Tiana é uma princesa que não é uma princesa, quer dizer, nesta história de princesas Disney não existem princesas! Não no conceito social de realeza, já que nem Tiana e nem sua amiga Charlotte são membros de alguma família real.

Mesmo assim, as duas são princesas! De suas famílias, de seus destinos e apesar de viverem em condições sociais diferentes, são amigas de verdade e se respeitam desde sempre. Além disso, Tiana é uma trabalhadora que luta para conquistar seu sonho e faz de seu preguiçoso príncipe um lutador também!

Tiana rocks e eu amo!

a princesa e o sapo

4 – Mulan (1998)

Mulan não é princesa, ela é guerreira! Para salvar a vida de seu doente pai, ela se veste de homem e assume seu lugar no exército onde antes de lutar contra os inimigos de sua nação, ela precisará lutar com um inimigo muito pior: o machismo!

Uma princesa que usa calças, que não está nem aí para o que os outros dizem dela e que é mais corajosa do que muito príncipe por aí, com certeza vale a pena apresentar para as meninas!

mulan

5 – Zootopia (2016)

Judy é uma coelhinha que vive numa fazenda junto com seus pais e seus vááááários irmãos. Ao contrário de todos os membros de sua família, que se tornam fazendeiros, ela tem o sonho de se mudar para a cidade grande e se tornar policial!

Com muita coragem, insistência e persistência ela vai passar por cima das opiniões, olhares tortos e risadinhas alheias e descobrir uma grande conspiração, prender um grande bandido e ganhar o respeito de todo o departamento de polícia.

zootopia

6 – Frozen (2014)

Apesar de ser um filme de princesas com príncipes, coroas e tudo mais, gosto de Frozen porque a mensagem do “amor verdadeiro” e do “não se case com o primeiro cara” são bem fortes e marcantes!

A gente deixa passar tanto lérigou, vai!

ana e elsa

7 – Alice no País das Maravilhas (2010)

Eu sou apaixonada pela história original, inclusive se vocês acharem o primeiro filme original, apresentem para as meninas também!

Alice é uma menina diferente, com sonhos, desejos e aspirações muito inconvenientes para as “mocinhas de sua idade e sociedade”. Mesmo cheia de dúvidas, ela enfrenta seus medos e desafia autoridades sem fundamento.

Alice com certeza é uma inspiração!

alice

8 – Malévola (2014)

Eu amo esta versão da história da Bela Adormecida! Ao invés do foco na pobre princesa amaldiçoada por uma MULHER ruim e invejosa que a coloca pra dormir, e assim ela permanece a espera de um HOMEM para lhe salvar, a nova versão nos oferece outro ponto de vista!

Conhecemos s história de Malévola, a fada que se tornou má depois de ser traída, a mãe adotiva que protege, educa e ama a pequena princesa, e o amor verdadeiro que não está restrito ao amor romântico, e que pode quebrar qualquer feitiço e remover montanhas!

malevola

9 – Moana (2017)

A mais nova “princesa” Disney é uma garota corajosa, inteligente, senhora de seu destino que encara qualquer desafio sem pestanejar e sem perder a doçura (quando não for necessário!).

Vale muito a pena!

moana

10 – Cada um na sua Casa (2015)

Todos os humanos foram presos e enganados por alienígenas meio tapados, menos Tip! Uma adolescente inteligente que vive com sua mãe e que vai fazer de tudo para salvá-la, inclusive passar por cima de seus próprios preconceitos, mágoas e rancores reconhecendo um amigo em um inimigo!

cada um na sua casa

11 – Gabby Douglas – Uma História de Vida (2016)

Este filme baseado na história real da primeira ginasta negra americana a ganhar 2 medalhas de ouro nas olimpíadas, com certeza vai inspirar muitas meninas a persistirem!

gabby douglas

12 – Malala (2015)

Uma menina comum que só queria uma coisa: ir para a escola! A história real da vida e das lutas de Malala é uma inspiração para toda a humanidade!

malala

13 – Lillo e Stitch (2001)

Deixei este filme no final porque ele é pra mim o filme mais “feminista” da Disney! Além de não ser uma história típica de princesas e príncipes, tem uma quantidade impressionante de personagens femininas das mais diversas raças, etnias, tamanhos, cores, gostos, posições sociais, religiões…

Além disso, Lillo é criada pela irmã Nani que além de dar duro para ainda ser uma mulher jovem com interesses de sua idade, se desdobra para ser a mãe de uma pequenina rebelde que aprende com o carinho, amor e aceitação de sua irmã a crescer com segurança emocional.

Lillo e Nani representam milhões de famílias não convencionais que estão na batalha todos os dias, não há vilões nesta história, há apenas a vida real com suas doçuras e amarguras, erros e acertos. Melhor filme infantil de todos os tempos!

lillo e stitch

Você pode até fazer parte do time de mulheres/pessoas que acha este papo de feminismo uma chatice, que acha uma pentelhação a gente falar tanto sobre os desenhos, filmes, princesas… Que acha ruim toda esta análise de tudo e como parece que a gente sempre “acha um motivo pra reclamar” mas sabe, se você mulher parar para pensar um pouquinho, toda esta “chatice” é extremamente necessária!

Eu tenho certeza que você também tem medo de sair sozinha á noite, que você também pensa duas vezes na roupa que vai vestir por causa do que os outros podem pensar de você, que você também olha torto pra uma amiga com um comportamento “fora do padrão” e que, com certeza, você já sofreu algum tipo de abuso, seja ele uma “simples” cantada na rua ou uma coisa mais séria.

Nenhuma mulher está imune e isto é a minha preocupação e tristeza como mãe de menina! Estatisticamente no Brasil, é entre 9/10 anos que uma mulher sofre seu primeiro abuso por ser mulher, é nesta fase da vida que ela toma consciência de que por ser mulher, não pode usar a roupa X, ir para o lugar Y, sonhar em ser isso ou aquilo, apenas POR SER MULHER!

Este com certeza não é o mundo que eu quero deixar para a minha filha e por isso, como mãe de um menino, eu faço o meu melhor para ensinar a ele a necessidade social da igualdade e a necessidade humana das diferenças!

 

Desmerecer a luta alheia não torna a sua mais forte, e o começo para acabar com qualquer machismo é começarmos a nos unir como mulheres, como uma rede de apoio de verdade!

Para a Cacá, além de todos os valores morais que eu tento passar exatamente iguais aos que passo para o Pedro, ainda há a necessidade de dizer para ela todos os dias que sim, ela pode ser quem ela quiser! Que por mais que o mundo lhe diga o contrário, por ser mulher, ela não é mais nem menos do que ninguém!

Que as nossas lutas de hoje possam garantir um futuro melhor para as nossas meninas! ;)

#girlpower

Deixe seu comentário

Comentários

2 comentários via blog

  1. Talita Rodrigues Nunes comentou em

    Bacana a abordagem, Loreta. Nessa lista estão alguns dos filmes preferidos do meu filho – sim, um meninO!
    Ele adora Valente e Zootopia (aliás, onde eu encontro Zootopia?). E seu filme Disney preferido da vida é Lilo e Stitch!

    1. Loreta Berezutchi respondeu Talita Rodrigues Nunes em

      Aqui em casa também são sucesso com os 2, Pedro e Cacá! ;)